top of page
  • Foto do escritorVictor Germano

Sepultura confirma saída do baterista Eloy Casagrande e anuncia Greyson Nekrutman como novo integrante

Atualizado: 28 de fev.

O Sepultura anunciou, nesta terça-feira (27), o baterista Greyson Nekrutman após a decisão de Eloy Casagrande em deixar o grupo.

Greyson Nekrutman é o novo baterista da banda brasileira

Nekrutman assume as baquetas da turnê que celebra os 40 anos da banda e marca sua despedida dos palcos intitulada “Celebrating life through Death”.

Eloy Casagrande, em uma reunião extraordinária, comunicou os companheiros e os empresários a sua saída do Sepultura para seguir carreira em outro projeto. A decisão, tomada sem qualquer aviso prévio, fez com que o grupo se movimentasse para encontrar um substituto à altura. É esperado, segundo rumores, que Casagrande ingresse na banda norte-americana de metal Slipknot.


Criada em 1983, o Sepultura é uma banda brasileira de heavy metal que atraiu uma legião de fãs nacionais e internacionais no decorrer dos anos, tendo vendido aproximadamente 50 milhões de discos mundialmente. A turnê terá início no dia 1º de março com um show em Belo Horizonte, cidade onde o grupo foi formado. A previsão de duração é de 18 meses. Em nota oficial divulgada quando anunciaram o fim, a banda afirma morrer de forma “consciente e planejada”.


O norte-americano Greyson Nekrutman, de 21 anos, foi escolhido para compor a banda assumindo o posto deixado por Casagrande. O jovem tem Philly Jo Jones, Buddy Rich e Louie Bellson como algumas de suas principais influências artísticas. Em sua carreira, tocou com o grupo Suicidal Tendencies e se sente grato pela nova oportunidade de fazer parte do Sepultura.


Em seu primeiro comunicado oficial como integrante da banda, Nekrutman disse: “Hoje expresso minha sincera gratidão pela incrível oportunidade de me juntar aos lendários integrantes do Sepultura em sua turnê de despedida. Contribuir para esse legado é um privilégio que me enche de honra e entusiasmo. A abordagem destemida do Sepultura para explorar novos territórios na esfera do metal é algo que eu sempre admirei e usei como inspiração em minhas próprias empreitadas musicais. Estou ansioso para somar à arte da banda, para me conectar com os fãs que sempre apoiaram o Sepultura durante sua evolução e também para criar novas experiências eletrizantes no palco. Um brinde aos novos capítulos que escreveremos, aos palcos que conquistaremos e à poderosa música que vamos apresentar em todo planeta”.

Comments


bottom of page