top of page
  • Guilherme Moro

Entrevista: Laura Januzzi, uma voz mineira, inteira e verdadeira

Mineira de Palma, interior do estado, Laura Januzzi é uma cantora e compositora que canta o que sente. Seu timbre único e seu repertório fazem dela uma das artistas mais completas e revigorantes da famigerada nova MPB.


Recentemente, ela lançou o álbum “Sede da Manhã”, o segundo de sua carreira. O trabalho conta com seis faixas autorais e uma regravação, além de participações especiais de Clara Castro, César Lacerda e do incomparável Ney Matogrosso.


Laura e Ney Matogrosso (Foto: Bel Scorza)

Neste novo trabalho, a cantora mostra ao público uma atmosfera mais densa e madura, evidenciada por canções potentes em subjetividade e qualidade estética e poética. As vozes são sussurradas, quase que ao pé do ouvido de quem escuta.


“Eu acho que a grande diferença (entre o álbum “Ondes”, de 2016, e o “Sede da Manhã”) foi o processo de gravação. As músicas estão mais densas neste segundo trabalho. É uma temática mais densa. Ele foi mais pensado em arranjos, com uma sonoridade mais simples e sem tanta informação, pensando numa formação bem enxuta" afirma.


A canção “Sete-Luas” ganhou um clipe gravado no Malibu Studios, no Rio de Janeiro, com a direção e montagem de Ananda Banhatto e Leandro Mockdece. A faixa foi a que contou com a participação de Ney Matogrosso, um dos grandes ícones da música brasileira.


“Foi algo incrível. Ney gostou muito da música e ele é um super-artista. Ter ele gravando uma música minha como compositora seria incrível, mas agora ter ele gravando uma música minha, cantando comigo e participando do meu disco é surreal! Foi muito emocionante. Eu sempre ouvi muito o Ney. Ele é uma referência muito forte pra mim e para minha família”.



Com a produção musical e arranjos do experiente Raul Misturada, o álbum traz sete faixas que exaltam as parcerias de Laura Jannuzzi, uma característica de sua carreira. Um dos destaques fica por conta da regravação de “Hoje” (Taiguara).


“O Raul, produtor do disco, tinha a ideia de trazer essa música pro repertório. Eu me apaixonei por ela. Vi que ela caberia no disco e eu já tinha a ideia de colocar uma regravação no álbum. ‘Hoje’ caiu como uma luva no conceito. Taiguara é um artista super importante. Foi uma honra regravar”, comenta.



Laura está preparando uma turnê para 2022, com diversas músicas de "Sede da Manhã" inclusas em seu repertório:


“Como este disco veio durante a pandemia, eu ainda não o toquei. Eu não tenho um show pronto. Eu vou começar a partir do ano que vem, que é daqui a pouquinho, né? (risos)”.


bottom of page