top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Veja os artistas da Universal Music indicados ao GRAMMY

A Universal Music Group, líder mundial em entretenimento baseado em música, recebeu as indicações ao GRAMMY® de sua família de artistas, compositores, editoras, selos e parceiros de distribuição. Temos nomes em quase todas as categorias, encabeçados por Kendrick Lamar (Top Dawg/Interscope), o segundo artista mais indicado deste ano, que recebeu oito, incluindo para Álbum do Ano — por “Mr. Morale & The Big Steppers” — e também para Gravação do Ano e Canção do Ano, por “The Heart Part 5”.


O ABBA (Polar Music/Capitol) recebeu quatro indicações: Álbum do Ano e Melhor Álbum Vocal Pop, por “Voyage”, e Gravação do Ano e Melhor Duo Pop, por “Don”t Shut Me Down”. Taylor Swift (Republic) foi indicada por “All Too Well (10 Minute Version)”, que também foi nomeada para Melhor Vídeo Musical, assim como Melhor Canção Country, por “I Bet You Think About Me (Taylor”s Version) (From the Vault)” e Melhor Canção Escrita para Mídia Visual, por “Carolina”, feita para o filme “Um Lugar Bem Longe Daqui” (“Where the Crawdads Sing”). A cantora ainda concorre, pela primeira vez, na categoria Música do Ano. Kendrick Lamar também concorre para Melhor Álbum de Rap, por “Mr. Morale & The Big Steppers”, Melhor Performance de Rap, Melhor Vídeo Musical e Melhor Canção de Rap, por “The Heart Part 5”, e Melhor Performance de Rap Melódico, por “Die Hard”.

DOMi & JD Beck (APESHIT/Blue Note), Muni Long (Def Jam Recordings) e Samara Joy (Verve) concorrem como Artista Revelação. Além disso, DOMi & JD Beck foram indicados também para Melhor Álbum Instrumental Contemporâneo, por “Not Tight”, Muni Long concorre para Melhor Performance R&B e Melhor Canção R&B, por “Hrs & Hrs”, e Samara Joy foi indicada para Melhor Álbum de Jazz Vocal, por “Linger Awhile”.

Os GRAMMY®s reconheceram a família de artistas da UMG nas categorias de Melhor Álbum, abrangendo vários gêneros. Uma indicação de Melhor Álbum de Rap foi para Pusha T (Def Jam), por “It”s Almost Dry”, concorrendo como Melhor Álbum de Rock também está Machine Gun Kelly (Interscope) pelo disco “Mainstream Sellout”, e Elvis Costello (Capitol), por “Boy Named If”, o álbum “Scorcha”, de Sean Paul (Island) concorre como Melhor Álbum de Reggae e The Baylor Project (Capitol Christian) disputa a categoria Melhor Álbum Vocal de Jazz por “The Evening: Live At Apparatus”.

Diana Ross (Decca) foi indicada para Melhor Álbum Vocal Pop Tradicional por “Thank You”; o grupo Tank & The Bangas (Verve Forecast) concorre como Melhor Álbum de R&B Progressivo por “Red Balloon”, Robert Glasper (Concord) foi indicado para Melhor Álbum de R&B por “Black Radio III”, Norah Jones (Blue Note) foi indicada para Melhor Álbum Pop Tradicional, por “I Dream of Christmas”, e Madison Cunningham (Verve Forecast) está concorrendo para Melhor Álbum Folk, por “Revealer”. As indicações para Melhor Álbum de American Roots foram para Keb’ Mo’ (Concord), por “Good To Be...” enquanto a banda Gov”t Mule (Concord) na categoria Melhor Álbum de Blues Tradicional por “Heavy Load Blues”.





Hitkidd e GloRilla (BMLG/Interscope) concorrem como Melhor Performance de Rap por “F.N.F. (Let”s Go)”, Sam Smith (Capitol) e Kim Petras (Republic) foram indicados para Melhor Duo Pop por “Unholy”, e Post Malone (Republic) e Doja Cat concorrem para Melhor Duo/Grupo de Performance Pop, por “I Like You (A Happier Song)”. Beck (Capitol) disputa o prêmio de Melhor Performance de Rock por “Old Man” e Florence + The Machine (Republic) foi indicada para Melhor Performance de Música Alternativa por “King”.

Na categoria Melhor Performance de Metal concorrem: Megadeth (UMe), por “We”ll Be Back” e o Ghost (Concord), por “Call Me Little Sunshine”. As indicações para melhor performance de R&B Tradicional foram para Babyface (Capitol), por “Keeps On Fallin”, e Snoh Aalegra (RocNation), por “Do 4 Love”.

Como Melhor Performance de Dupla/Grupo Country concorrem Brothers Osborne (EMI Records Nashville), por “Midnight Rider”s Prayer”, Reba McEntire (MCA Nashville) & Dolly Parton, por “Does He Love You (Revisited)”, Carly Pearce & Ashley McBryde (BMLG), por “Never Wanted To Be That Girl”. Maren Morris (BMLG) foi indicada para Melhor Canção Country por “Circles Around This Town”.

Madison Cunningham também foi nomeada para Melhor Performance de American Roots por “Life According to Raechel”, assim como Bill Anderson (UMe) com Dolly Parton, por “Someday It´ll All Make Sense (Bluegrass Version)”. Na categoria Melhor Canção American Roots estão entre os indicados Sheryl Crow (BMLG), por “Forever”, e T Bone Burnett e Robert Plant, por “High And Lonesome”.

A trilha de “Encanto” (Disney) foi concorre para Melhor Compilação de Trilha Sonora para Mídia Visual e Melhor Trilha Orquestrada para Mídia Visual (incluindo cinema e TV), com o sucesso “We Don”t Talk about Bruno”, em Melhor Música Escrita para Mídia Visual. Além disso, a trilha de “West Side Story” (Disney) disputa a categoria de Melhor Compilação de Trilha Sonora de Compilação para Mídia Visual, e “Nobody Like You”, interpretada por Billie Eilish e FINNEAS O”Connell, de “Red: Crescer é uma Fera” (Turning Red”) (Disney), foi indicada para Melhor Música Escrita para Mídia Visual. Concorrendo como Melhor Trilha Sonora para Video Games e Outras Mídias Interativas está o jogo Aliens: Fireteam Elite (Disney). Danny Elfman foi indicado para Melhor Arranjo, Instrumental ou A Cappella para games, pelos trabalhos nas trilhas de Marvel”s Guardians Of The Galaxy (Disney) e Dr. Strange in the Multiverse of Madness.

As trilhas de Hans Zimmer para “O07 - Sem Tempo Para Morrer” (Decca), “Top Gun: Maverick” (Music From The Motion Picture) (Interscope) e “Succession: temporada 3” (Republic) também concorrem para Melhor Trilha Orquestrada para Mídia Visual. “Hold My Hand”, interpretada por Lady Gaga, de “Top Gun: Maverick”, foi indicada a Melhor Canção Escrita para Mídia Visual. As indicações para Melhor Filme Musical foram para “Our World” (Def Jam), de Justin Bieber, e “Live At The O2” (Interscope), com Billie Eilish, enquanto “Yet To Come”, do BTS (Interscope), disputa a categoria Melhor Vídeo Musical. “Old World” (Original Video Game Soundtrack) (Verve) concorre como Melhor Trilha Orquestrada para Video Games e Outras Mídias Interativas.

Nas categorias de música latina, Sebastián Yatra (UMLE) está entre os concorrentes da categoria Melhor Álbum Pop Latino, por “Dharma”, Daddy Yankee (Republic) foi indicado para Melhor Álbum de Urban Music por “LEGENDADDDY”, e a cantora Mon Laferte (UMLE) para Melhor Álbum de Rock Latino ou Álbum Alternativo por “1940 Carmen”. Para Melhor Álbum de Música Regional Mexicana (Incluindo estilo Tejano) foram indicadas a cantora Chiquis (UMLE), por “Abeja Reina”, e a banda Los Tigres Del Norte, por “La Reunión” (Deluxe).

Concorrem em Melhor Performance Musical Global “Bayethe”, de Wouter Kellerman, Zakes Bantwini & Nomcebo Zikode (Universal Music South Africa) e “Udhero Na”, de Arooj Aftab ft. Anoushka Shankar (Verve). Na categoria Melhor Solista de Jazz Improvisado, foram nomeados Marcus Baylor (Capitol Christian), por “Call of the Drum” e Melissa Aldana (Blue Note), por “Falling”.

Nas categorias gospel, uma indicação para Melhor Álbum Gospel Raízes foi para a Gaither Vocal Band (Capitol Christian), por “Let”s Just Praise The Lord”. Na categoria Melhor Álbum Gospel concorrem para Ricky Dillard (Capitol Christian), por “Breakthrough: The Exodus” (Live), e Tye Tribbett (Capitol Christian), por “All Things New”, enquanto as indicações para Melhor Álbum de Música Cristã Contemporânea foram dadas a Anne Wilson (Capitol Christian) por “My Jesus”, a TobyMac (Capitol Christian), por “Life After Death”, e a Chris Tomlin (Capitol Christian), por “Always”. Em Melhor Performance Gospel/Música Gospel concorrem Tye Tribbett, por “Get Up”, Maverick City Music & Kirk Franklin, por “Kingdom”. As indicações para Melhor Performance de Música Cristã Contemporânea foram para Crowder (Capitol Christian), por “God Lally Loves Us (Radio Version)”, Chris Tomlin (Capitol Christian), por “Holy Forever”, Maverick City Music & Kirk Franklin, por “Fear Is Not My Future”, e King & Country (BMLG), por “For God Is With Us”.

Nas categorias de música clássica, “Williams: Violin Concerto No. 2 & Selected Film Themes”, de Anne-Sophie Mutter, John Williams & Boston Symphony Orchestra (Deutsche Grammophon), foi indicada a Álbum com Melhor Engenharia. Indicações a Melhor Performance Orquestral foram para Gustavo Dudamel (regente) e a Los Angeles Philharmonic, por “Dvořák: Symphonies Nos. 7-9”, e para John Williams e a Berliner Philharmoniker, por “John Williams: The Berlin Concert”. Para Melhor Performance Coral, a indicação foi para o regente John Eliot Gardiner, English Baroque Soloists e o Monteverdi Choir, por “Bach: St. John Passion”. Os nomeados para Melhor Instrumental Clássico Solo foram Hilary Hahn, por “Abels: Isolation Variation” (Deutsche Grammophon), Daniil Trifonov, por “Bach: The Art of Life” (Deutsche Grammophon), Mitsuko Uchida, por “Beethoven: Diabelli Variations” e “Time for Three” (Decca Classics); e o regente Xian Zhang e a Philadelphia Orchestra, por “Letters for the Future” (Deutsche Grammophon).

“Voice of Nature — The Anthropocene”, com a soprano Renée Fleming e o pianista Yannick Nézet-Séguin (Decca Classics), concorre a Melhor Álbum Clássico de Solista Vocal. Melhor Compêndio Clássico tem como indicados “A Concert for Ukraine”, do maestro Yannick Nézet-Séguin, com produção de David Frost (Decca Classics), e “The Lost Birds VOCES8”, dos regentes Barnaby Smith & Christopher Tin, com produção de Sean Patrick Flahaven & Christopher Tin (Decca Gold/Decca Classics). Na categoria Melhor Composição Clássica Contemporânea concorrem “Simon: Requiem for the Enslaved”, do compositor Carlos Simon (Decca Classics), “Gubaidulina: The Wrath of God”, de Sofia Gubaidulina (Deutsche Grammophon) e “Puts: Contact”, de Kevin Puts (Deutsche Grammophon).

“Black Radio III”, de Robert Glasper, foi também disputa a categoria Melhor Engenharia em Álbum Não-Clássico, e “Never Gonna Be Alone” de Jacob Collier ft. Lizzy McAlpine, John Mayer, concorrendo na categoria Melhor Arranjo (Instrumentos e Vozes). “Easy Lover (Four Tet Remix)”, de Ellie Goulding, foi indicada para Melhor Gravação Remixada.

Blondie - Against The Odds: 1974-1982 (UMe) foi indicado para Melhor Álbum Histórico. As indicações para Melhor Recording Package (categoria para lançamentos especiais em embalagens fora do comum) foram entregues a “Voyeurist”, da banda Underoath (Concord).Artists Inspired By Music: Interscope Reimagined(Interscope) concorre na categoria Melhor Boxed Set ou Special Limited Edition Package.

A 65ª cerimônia anual de entrega do GRAMMY® será realizada no domingo, 5 de fevereiro de 2023, na Crypto.com Arena, em Los Angeles. Ela será transmitida ao vivo pela CBS americana e no streaming sob demanda, via Paramount+.

Comments


bottom of page