• Guilherme Moro

Mundo Bita e Bruno Gouveia regravam "Vento Ventania", clássico do Biquini Cavadão

Lançada em 1991, no álbum “Descivilização”, “Vento Ventania” é um grande clássico do rock nacional e completa 30 anos em 2021. O projeto musical Mundo Bita, conhecido por hits infantis como “Fazendinha” e “Viajar Pelo Safari”, se juntou ao vocalista do Biquini Cavadão, Bruno Gouveia, para lançar essa inédita e inusitada versão da canção. O frontman da banda carioca falou sobre a importância dessa releitura: “Ela passa a ser uma música cantada por pais, mães e filhotes desde o berço. Essa é a força do Mundo Bita hoje. Fazer parte de uma releitura deles nos enche de orgulho, tanto como artista, quanto como pai. “Vento Ventania” nunca deixou de ser apresentada para novas gerações. Em 30 anos ela foi tocada para diversos públicos das mais diversas idades”, realça Bruno.


(A nova versão de "Vento Ventania" ganhou um clipe infantil)


Visitar uma música tão importante como essa, exige alguns cuidados. Trazê-la para o mundo infantil, sem com que ela perdesse sua identidade foi um grande desafio. “Deixei-os muito à vontade para escolher o caminho. Eles sabem escolher os timbres certos. Pena que não foi possível gravarmos juntos. Nosso encontro ainda vai acontecer”.


“Vento Ventania”, por certo virou um sucesso entre as crianças. Com apenas um mês de lançamento, o clipe ultrapassa a marca de dois milhões de visualizações somente no Youtube. “Quando recebi o convite, minha filha Letícia deu pulos de alegria. Ficou super feliz. Acho que só ela e o meu filho Leonardo já devem ter visto mais de cem vezes”, risos.


Uma banda com o tamanho do Biquini Cavadão não pode ficar parada, por isso, em 2020, a banda lançou o álbum ao vivo “Ilustre Guerreiro”. Em 2021 a banda entra em estúdio para gravar mais um disco de carreira: “Já selecionamos o repertório inédito e começamos os trabalhos, sob a produção de Paul Ralphes. Desejo que nesse ano, além da vacina, nossas músicas tragam uma injeção de ânimo na galera. Lançaremos um novo trabalho e voltemos a fazer o que mais gostamos: shows e pra bastante gente, de preferência”.