• Guilherme Moro

Entrevista com Pedro Cini, um jovem e promissora voz

O Blog Música Boa é recanto de grandes artistas e jovens promessas da música nacional, não à toa, traz um papo com o curitibano Pedro Cini, uma aposta do mercado fonográfico para 2022. Com somente 19 anos, ele conheceu a música ainda cedo, por influência do que os seus avós ouviam em casa. Apaixonado por pelo cancioneiro brasileiro, revela com orgulho suas referências artísticas e brasileiras, como Ney Matogrosso, Ivete Sangalo e Tim Maia.


Foto: Nay Klym

“Vambora” é seu mais recente lançamento. É um samba-pop, uma mistura de samba-rock com pop, e alguns elementos do soul, da música latina e tradicionais da música brasileira.


“'Vambora' é uma música que veio de várias composições. Fiz uma melodia que gostei, que se assemelha a um sambalanço, um samba-rock, ou como eu gosto de dizer, um samba pop, que é o samba-rock com elementos da música pop. Sou muito fã da Ivete Sangalo e como a música tinha essa pegada baiana, decidi que faria essa música pra ela cantar. Eu faço músicas e imagino em quais vozes elas combinariam. Deixei a música de lado e tempos depois eu pensei em fazer uma outra letra, com algo mais abrangente e pensei em algo que falasse na superação de um amor. Mesmo depois de escrever, ainda vi que ainda não era a letra que eu precisava. Certo dia, viajando a Minas Gerais, eu criei um poema que falava sobre viagens e uma das frases virou o refrão de ‘Vambora’. Mandei a melodia e o refrão pra um amigo meu e ela nasceu depois de tudo isso”, comenta Cini.


O clipe de “Vambora” foi gravado no Rio de Janeiro com locações no Arpoador, Santa Teresa e Corcovado. Ele foi dirigido pelo Fábio Gavião, que teve a ideia brilhante de gravar tudo em movimento e partes com um drone.



"Tivemos uma campanha de lançamento, depois que lançamos o single veio o clipe e alguns shows. Ela está tocando em algumas rádios de Curitiba, o que é muito bom, mas de qualquer forma sempre têm as dificuldades em lançar uma música sendo um artista independente. Fazer isso é se expor para o mundo, mostrando o seu cartão de visitas. Sendo artista independente, você faz alguns processos que fazem parte, como esses artistas que são renomados fizeram também. Às vezes você faz uma divulgação e não dá certo, outras você faz um investimento e também não dá certo. Você vai aprendendo com o tempo e vê onde eles chegaram.


Assim como todos os artistas, Cini está em êxtase por voltar aos palcos. A retomada aconteceu no último dia 12 de fevereiro em Caiobá, cidade que fica no litoral paranaense. Além de canções autorais, o show teve em seu set covers como "Evidências" (Chitãozinho & Xororó), "Só os Loucos Sabem" (Charlie Brown Jr.) "Meu Pedaço de Pecado" (João Gomes), entre outros.


"Essa retomada dos palcos foi muito esperada, não só por mim, mas por todos os artista. Queremos estar no palco e vivemos disso. É incrível estar com o público. É o que me faz ser artista. É realmente uma esperança das coisas estarem melhorando e voltando a ser como eram antes".


Crédito Nay Klym

No começo de 2020, resolveu se jogar e lançar uma música teste, “Talvez uma Canção”, letra que tem produção própria. Com o início da pandemia, alguns meses depois o projeto teve que ser adiado, mas assim como muitos sonhadores, se reinventou e não deixou nada parado. Por algumas vezes se apresentou na sacada do apartamento onde mora, cantando para os vizinhos isolados.


Em junho, o cantor lançou a música “Meu Vício”, distribuída pela The Orchard, selo digital da Sony Music, que marcou o começo da sua nova fase da carreira. O single foi um sucesso e alcançou a marca de música mais ouvida em Curitiba, pelo Spotify, conquistando a primeira posição na playlist “Viral Curitiba”.


"Posso dizer que teremos novidades neste ano. Gravei músicas novas, que têm uma pegada diferente e mais madura, porque a cada ano vamos aprendendo e sabendo mais das coisas. Dessas músicas novas, existem algumas releituras de músicas já lançadas por outros artistas, mas a maioria são músicas minhas. Quero mais shows e ver a galera sempre. 2022 vai ser um grande ano".