• Guilherme Moro

Cortesia da Casa se une a Sorriso Maroto e Xamã na faixa "Vilão Particular"

Os cariocas Philipe Tangi e Renato Sheik formam o grupo Cortesia da Casa, que na última sexta-feira (26), lançou a faixa-tema “Vilão Particular”, que conta com as colaborações do grupo Sorriso Maroto e do rapper Xamã. A música, que tem a produção de Lele e Neobeats, ainda ganhou videoclipe oficial. “Essa música nasceu no estúdio. Ela era bem simples, somente com voz e violão. Chamamos o Xamã e já tínhamos uma proximidade com ele. Quando surgiu a oportunidade de ter o Sorriso Maroto na música, não pensamos duas vezes”, relatam.



Misturar os dois gêneros foi algo muito natural, segundo Renato e Philipe. Os integrantes do Cortesia da Casa adoram esse tipo de música. “Somos muito fãs de samba e pagode. Sempre colocamos referências em nossas músicas. Antes da pandemia, nós íamos para rodas de samba e todas as nossas músicas se encaixam no estilo. Foi uma conexão que faltava e combinou muito. O Xamã é um cara versátil também e se adaptou muito fácil”.


“Vilão Particular” vem acompanhada de um álbum, que leva o mesmo nome do single. “Ela vai ser o carro-chefe do álbum. Estamos abordando muita black music nesse álbum. É um estilo de música completamente diferente do que estávamos fazendo. Vamos levar esse estilo também, mas não é o nosso principal”, confessam.


O clipe lançado há três dias já ultrapassa a marca de 500 mil visualizações. Além de contar com um casal de atores, o registro audiovisual tem Bruno Cardoso (vocalista do Sorriso Maroto), Xamã e claro, Renato e Philipe como estrelas principais. “Estava muito calor no dia. Foi muito legal porque conhecemos o Bruno há muito pouco tempo e já conversamos como se nos conhecêssemos há anos. Xamã é um amigo de longa data. Foi tudo perfeito, não teve nada peculiar. Com a gente sempre acontecia algum problema, mas dessa vez foi tranquilo, risos”.



Sem os shows é claro que fica mais difícil de se divulgar um novo trabalho. Os cariocas falaram sobre como se reinventar para atrair um novo público e agradar os antigos fãs: “Temos várias formas de nos expressarmos. Podemos fazer lives no Youtube, Instagram, ir pro TikTok. São formas de preencher o vazio dos shows, que é o que mais gostamos de fazer”.


Apesar de ter referências do rap e do pagode, em um dos seus trechos “Vilão Particular” cita Janis Joplin, Led Zeppelin e Charles Chaplin. Curioso, não? “São referências para nós. O Xamã é muito doido, risos. Foi uma parada que ele trouxe por ser muito versátil. A gente se amarra em todos eles citou.


O duo quer mostrar um outro lado de suas músicas nessa nova fase. Misturando a mesma maneira de escrever, com batidas diferentes. “No geral nosso estilo de música era uma batida mais pesada, com letras de amor. Agora vamos pegar batidas mais pesadas e continuar com o mesmo estilo de letra. Vamos ter esses dois lados. Queremos que as pessoas fiquem surpresas quando lançamos algo novo.