top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Plutão Já Foi Planeta lança o single "Ísis"

Durante a campanha que culminou no lançamento do terceiro álbum de estúdio do Plutão Já Foi Planeta, disponibilizado em parceria com a Algohits, para divulgar o single "Uma canção só sua", o trio incentivou os fãs a contarem uma história sobre alguma vivência pessoal que pudesse ser transformada em música.



A história ganharia uma música produzida por eles. O resultado é conhecido nesta sexta-feira (17) e chega com direito a uma série de novidades muito especiais. Uma delas é que é a primeira música que tem a vocalista Cyz Mendes na composição, junto de Sapulha Campos e Gustavo Arruda


Foram vários textos enviados e muitos deles poderiam mesmo render uma música. A história escolhida faz a música ainda mais especial, já que é uma canção sobre a história de Elieuda Guedes e sua filha, Ísis.


"Ísis é uma mulher autista que tem uma mãe incrivelmente amorosa que a acompanhou e a acompanha em todas as suas fases de desenvolvimento e sente muito orgulho dessa criação e evolução como uma mãe atípica, e também fala sobre o lado bonito de toda essa cumplicidade, mesmo em meio as dificuldades.", relatam os integrantes do Plutão Já Foi Planeta


A banda relata que o caminho escolhido foi o de demonstrar na letra da música e dar todo o protagonismo, a cumplicidade entre mãe e filha, a compreensão que só a mãe tem de todos os sinais que a filha demonstra, suas emoções mistas, a maneira de se expressar e enxergar o mundo diferente, incluindo também na música alguns sintomas de espectro autista, como a sinestesia, quando a banda diz "sinto tudo colorido". 


A produção, também assinada pela banda e comandada por Gustavo Arruda, remete a estética indie da década passada, década da qual a banda viveu ativamente e lançou dois álbuns, como uma sinalização de continuar sua essência.


Para quem não conhece a real história da música, pode ser interpretada como uma carta de amor para um irmão, amigo, namorado, uma pessoa que te acolhe e te entende mesmo quando ninguém mais entende.  


Comments


bottom of page