top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Ride anuncia o novo álbum Interplay

Ride retorna com o anúncio de seu sétimo álbum de estúdio, Interplay, que será lançado dia 29 de março via Wichita Recordings / PIAS. O novo disco é o terceiro da banda de Oxford desde a reformulação em 2014, estando agora juntos por mais tempo em sua segunda fase do que em sua versão original como pioneiros do shoegaze dos anos 90. O anúncio foi acompanhado pelo primeiro single do álbum, 'Peace Sign'

 


Interplay será a continuação de Weather Diaries, de 2017, e This Is Not A Safe Place, de 2019, que reacenderam a chama do Ride, agradando aos fãs mais antigos e apresentando uma das bandas de guitarra mais inovadoras de sua geração a um público totalmente novo.  Produzido pela banda com Richie Kennedy e mixado por Claudius Mittendorfer, o álbum liga todos os pontos de sua carreira, pegando os ataques frenéticos de guitarra, os grooves hipnóticos e os ganchos melódicos sonhadores de seus primeiros trabalhos e colocando-os em um modelo sônico mais expansivo, inspirado em jóias pop dos anos 80, como Tears For Fears, Talk Talk e o início do U2.

 

Do ponto de vista temático, ele combina as características líricas clássicas do Ride, como escapismo, sonhos e a insatisfação da vida moderna, com um senso de resiliência e perseverança que vem da implosão, da reforma e da descoberta de um caminho para o segundo pico, como explica o guitarrista e vocalista Andy Bell: "Esse álbum levou muito tempo para ser feito e a banda passou por muitos altos e baixos; talvez o maior de todos os álbuns do Ride. Mas o processo nos deixou em um bom lugar como banda, nos sentindo capazes de nos livrar do passado e prontos para celebrar os talentos musicais combinados que nos uniram em primeiro lugar." 

 

Com sua linha de baixo envolvente e sintetizadores e saxofone eufóricos inspirados nos anos 80, "Peace Sign" é a introdução perfeita ao Interplay. Falando sobre o novo single, Andy diz: "'Peace Sign' começou como uma jam gravada no estúdio OX4 de Marks, no início de 2021. Nós a chamamos de 'Berlin' e, inicialmente, ela contou com Loz na bateria, Steve no baixo e eu em um sintetizador prophet 5. Cerca de seis meses depois, peguei a gravação e a transformei em uma música. Em termos de letra, fui inspirado por um filme chamado ‘O Alpinista’ sobre o visionário alpinista Marc-André Leclerc. Logo depois que terminei de trabalhar na música, lembro-me de que estava delirando com meus colegas de banda sobre Leclerc no OX4, e uma boa lembrança daquela época era a de todos nós assistindo ao filme no estúdio de Mark."

 

Formado pelos guitarristas/vocalistas Andy Bell e Mark Gardener, ao lado do baterista Laurence "Loz" Colbert e do baixista Steve Queralt, o Ride foi formado em Oxford em 1988; quatro amigos enraizados na estética da faculdade de arte que combinavam a sensibilidade do pop de guitarra dos anos 60 com avalanches de ruídos e ritmos envolventes. Foi uma reformulação do indie-rock que viria a ser definido como "shoegaze" e, com sua estreia seminal em 1990, Nowhere, veio uma série de sucessos comerciais e de crítica que acabaram por cair em 1996, com a turbulência dentro da banda levando-os a encerrar o trabalho.

 

Eles se reuniram em 2014, encontrando um cenário global repleto de bandas em dívida com o Ride e seus colegas (Tame Impala, Beach House, Slowdive, para citar alguns) e, depois de uma turnê bem-sucedida, entraram em estúdio com o lendário produtor Erol Alkan para criar o aclamado Weather Diaries e o sucessor This Is Not A Safe Place. Agora, em 2024, o shoegaze é um dos gêneros musicais que mais cresce, tendo conquistado uma nova onda de fãs da Geração Z por meio do TikTok, com artistas como DIIV, bdrmm e Just Mustard convertendo milhões de visualizações em números impressionantes de streaming e vendas de ingressos. Um quarto de século desde sua formação original e com uma nova geração descobrindo sua música, o Interplay encontra o Ride atingindo novos patamares criativos e mais forte do que nunca.

Comments


bottom of page