top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Retrato faz mergulho na psicodelia do cotidiano e mistérios sobrenaturais em disco de estreia

Combinando influências da psicodelia brasileira do final da década de 60, elementos de improviso e um toque de ocultismo, a Retrato lança seu disco de estreia “O Enigma de um dia” via Transfusão Noise Records. O trabalho é imersivo e multisensorial e a banda convida para um mergulho, e ouvir como se assistisse a um filme.


Crédito: Vitor Cohen

A narrativa do álbum é construída a partir de fragmentos dos arquétipos humanos, desdobrando significados que se entrelaçam nas atmosferas sonoras. Semelhante à formação de um oráculo, cada parte do álbum desempenha um papel crucial no todo, desde o início até o fim.


Formada pelos músicos e artistas visuais Ana Zumpano e Beeau Gomez, a banda entrelaça suas canções com pintura, dança, performance e colagem. Ao longo do último ano, Retrato tem se destacado em performances ao vivo, com os espetáculos "REFLEXVS" (Teatro Centro da Terra/2023) e "Psicomanto" (Porta/2022), em parceria com a banda Antiprisma e outros artistas.


O álbum é um lançamento do selo Transfusão Noise Records, liderado por Lê Almeida (Oruã). Almeida não apenas assina a mixagem do álbum, mas também colabora em uma das faixas, adicionando uma camada extra de experiência musical à obra. A masterização ficou a cargo de João Casaes (Oruã), garantindo que as oito faixas do álbum, onde improvisos, canções e texturas sonoras se encontram em equilíbrio. Este lançamento fecha 2023 para o selo, que em 2024 completará 20 anos de uma história que já conta com mais de 100 álbuns lançados.


“O Enigma de um dia” está disponível em todas as plataformas de música.

Comments


bottom of page