top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Power trio Agenor, Agostinho e Léo convida à psicodelia amazonense na sensual “Malinar”

O caldeirão sonoro e dançante de Agenor, Agostinho e Léo está de volta com o single “Malinar”, uma faixa que convida a superar um dia ruim com muito chamego na pista. Formado por veteranos do indie amazonense, o projeto manauara faz uma valorização festiva e cheia de orgulho de suas raízes, indo do rock ao pop, do carimbó ao dancehall. A faixa é mais um gostinho dessa musicalidade plural, já disponível nas plataformas.



Inspirada em sonoridades da guitarrada amazonense, a voz de “Malinar” lembra a ousadia melódica de Black Alien e a estética da faixa reinventa o mangueboy no igarapéboy. Single fruto de mais de 15 anos gravando discos independentes entre Manaus e Boa Vista (Roraima), “Malinar” remete a uma atmosfera cheia de groove e balanço amazônico eletrizante. A letra busca refletir de maneira leve sobre as teorias que, musicais, estéticas ou éticas, iluminam o essencial das relações humanas. Reverbera-se o princípio socrático “Quem na vida só faz o bem, mal nenhum pode afetar” como forma de alcançar a felicidade.


Crédito: Hannah Gonçalves

Após 10 anos de criação e produção da Alaídenegão, um dos bastiões da cena manauara, Agenor Vasconcelos formou um novo grupo ao lado de Agostinho Guerreiro e Leonardo Moraes, guitarrista e baterista de também renomados projetos dentro do cenário musical do Amazonas, como a banda Selva Madre. O trio, que também tem o projeto carnavalesco Bloco da Cobra Grande, lançou em 2021 seu disco de estreia, autointitulado.

Comments


bottom of page