top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Miri Brock transforma amores ocasionais em crônica pop no single “A Parte Boa”

A cantora e compositora gaúcha Miri Brock sempre abriu o coração em suas canções sobre vulnerabilidade, entrega, expectativas e escolhas. Após narrar amores interrompidos em seu EP "Eu Nunca Amei Você", ela agora explora amores casuais e prazer em seu primeiro single da nova era, "A Parte Boa". Com um olhar direto e sincero, ela quer conectar-se com a experiência de seus ouvintes.



“Eu estava ficando com um cara, e ele era muito massa de estar junto, era sempre muito divertido. Mas num encontro, ele me disse que tinha ficado com a ex no dia anterior. Cortou um pouco o clima e ali vi que não ia poder me envolver muito com ele, mas também não queria deixar de ficar. Então veio esse sentimento de ‘ah bom, com essa pessoa aqui vai ser só isso e tá ótimo, vou curtir o que é bom da companhia, sem criar expectativas’”, resume Miri sobre a inspiração para o single.


"A Parte Boa" é um R&B com produção de Duda Raupp, conhecido por trabalhar com artistas como Rashid, Kamau, niLL e Zudizilla. Seu trabalho mais recente foi a pós-produção e mixagem do álbum "Garcia" do rapper manauara Victor Xamã, onde também produziu quatro faixas, incluindo "Vigésimo Andar", com participação de Luedji Luna. Duda tem seu projeto solo como artista do selo Foco Na Missão, e lançou dois EPs autorais desde 2020.


Miri Brock tem uma trajetória musical de mais de dez anos, incluindo seu destaque como vocalista na banda Louis & Anas (posteriormente rebatizada apenas como Louis), que misturava soul, disco e R&B. No ano passado, ela lançou seu EP de estreia "Eu Nunca Amei Você", que unia soul, R&B, MPB e até pagode.

Comments


bottom of page