top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Menos é Mais sobre o pagode: “Tem poder para mover pessoas”

Os integrantes do grupo de pagode “Menos É Mais”, participaram do podcast Bulldog Show, apresentado por Tuka Carvalho. Durante a entrevista, eles falaram sobre o crescimento do pagode.



“Eu não acho, tenho certeza que o pagode vem crescendo. Os grupos estão acreditando mais e a pandemia, de certa forma, fez com que os grupos e artistas de pagode tivessem que acelerar esse processo de ir para o digital, de ir para a internet, de se mostrar. Isso vem ajudando o segmento, sim”, disse Jorge Farias.

Segundo o músico, o pagode ainda está atrás de outros segmentos nas plataformas digitais, mas o gênero tem o poder de tirar as pessoas de suas casas para ir aos shows.


“No digital, se você for comparar o pagode ainda não está como o principal segmento. O sertanejo ainda tá na frente e alguns outros segmentos tem um consumo maior, mas, em contrapartida, os grupos e artistas de pagode conseguem tirar as pessoas de casa para ir assistir. A gente tem vários exemplos de bilheterias gigantescas esse ano, como a Tardezinha. Você vê um movimento muito grande das pessoas saindo de casa para assistir show de grupos e artistas de pagodes. Então, independente da gente ainda não estar muito grande no digital, o pagode tem o poder de mover e levar as pessoas para os shows”, falou Jorge.

bottom of page