top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Marquinhos de Oswaldo Cruz leva o samba para PARIS, dia 18/05

O projeto “Uma África Chamada Rio de Janeiro" é um grande espetáculo musical, de 1h30, comandado por um dos mais tradicionais sambistas brasileiros, o cantor e compositor MARQUINHOS DE OSWALDO CRUZ, o show contará com a participação das cantoras NINA ROSA e LAZIR SINVAL.



Esse espetáculo cantará e contará o caminho do samba de luta e resistência poética na construção de uma identidade num VALE LONGO de mais de um centenário de existência, o show é composto por 3 músicos de harmonia, 1 de solo e 4 percussionistas, além de 2 backing vocal e tem como objetivo, cantar e contar a história da diáspora interna no Rio de Janeiro, além de preservar o Samba como bem cultural imaterial.


O espetáculo busca difundir o samba tradicional para o grande público, e preservar o Jongo como patrimônio imaterial cultural do nosso estado e apresentar a diversidade deixada pela diáspora africana em nosso território, além de difundir sabedorias ancestrais e fazer que esses bens simbólicos circulam em todo território, com intuito de introduzir essa tradição na memória coletiva da população.


No mundo globalizado tudo acontece e se apaga tão rápido, quase que num piscar de olhos. Nesse aspecto comunidades tradicionais ficam semelhantes a bens naturais que estão sujeitos a extinção. Segundo o historiador Ubiratan Castro o samba funciona como idioma de todo um continente que desaguou, forçadamente, no Cais do Valongo. Fazer o espetáculo “UMA ÁFRICA CHAMADA RIO DE JANEIRO” é reintroduzir na memória coletiva, através da arte de Marquinhos de Oswaldo Cruz, fazeres e saberes milenares deixados como herança por centenas de etnias que aqui chegaram.




Comentários


bottom of page