top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Marc Yann reflete sobre assédio e manipulção em seu novo single “Dance Até O Coração Curar”

Chegando como um manifesto de liberdade contra o assédio e manipulação, o cantor e compositor Marc Yann comemora o lançamento de seu mais novo single de trabalho, “Dance Até O Coração Curar”. A nova canção autoral e que retrata vivências do artista no campo profissional, é um feat com o cantor AGNESS e chega em todas as plataformas digitais nesta sexta-feira (15), acompanhado de um videoclipe no YouTube.



Marc começou a compôr a canção no começo deste ano, entretanto não havia pretensão de lançar. A inspiração para a música surgiu em um momento sombrio e de mudanças inesperadas e perturbadoras em sua vida. Ao sentar no teclado para escrever e dedicá-la também à uma amiga que vivia aquela situação junto dele, percebeu que poderia usar o novo som como uma ferramenta para se curar e ajudar os outros a enfrentar desafios semelhantes.


“Me inspirei em vários fatos que estavam acontecendo na minha vida ao mesmo tempo: assédios no trabalho, falsas acusações e perda de amigos. Depois de passar por isso ao lado de uma amiga, percebi que tudo foi assédio e aquilo me derrubou. Sempre me considerei uma pessoa forte e que jamais aceitaria aquelas situações vendo de fora. De repente, percebi que estive preso nelas por anos aceitando calado por medo de perder status ou dinheiro dentro de uma companhia. Todos os dias eu ainda processo o que me aconteceu naqueles anos de trabalho e assédio e tento me colocar em um lugar de luz, pra não deixar aqueles monstros vencerem pelo o que fizeram comigo e as pessoas ao meu lado”, conta Marc.


Esse é um dos lançamentos mais especiais para o artista e marca um episódio de superação e resistência. A canção expressa o manifesto de libertação contra toda a escuridão vivida. “Hoje essa música é para abraçar todas as pessoas que já estiveram em alguma escuridão achando que aquilo fosse o que elas mereciam”, aponta o cantor.


O novo som é um eletrônico e que chega com uma pegada de pop, inspirado em grandes hinos de superação das divas do gênero. “Queria ter minha própria música para cantar aos berros, dançar sem medo e me sentir empoderado, tipo ‘Firework’, da Katy Perry e ‘Rain on Me’, da Lady Gaga”, completa o cantor.

Comments


bottom of page