• Guilherme Moro

Lumanzin inicia série de vídeos ao vivo com intimista e intensa “Quando eu Nasci”

Música, performance e artes visuais se misturam na obra de Lumanzin. Prestes a pegar a estrada para o lançamento de seu recente álbum “mansinha”, ela inicia uma série de vídeos ao vivo apresentando a potência e intimidade que marcam o seu repertório. O primeiro lançamento é da faixa “Quando eu Nasci”.



.Acompanhada de Lucas Thunder (baixo), Danilo Moura (percussão) e Renato Putini (guitarra), o registro foi gravado no primeiro show com o repertório, em uma reconexão com o público. As faixas caminham entre a MPB e jazz, trazendo sons com melodia e letra fluidas, trazendo para o ouvinte complexidade ímpar.



Lumanzin começou sua carreira artística muito jovem, com sua primeira composição lançada quando tinha 11 anos, no álbum “Um Bolo Musical” da Escola de Música do Teca. Sua discografia começou em 2016 com o EP “abusos” e além de parcerias e colaborações, possui o disco solo “quarentena” (2019), o single “me diz” (2020) e o álbum “mansinha”, deste ano.


Desenvolvendo uma carreira artística internacional, a artista já fez residências no Canadá e na Espanha e turnês e exposições na Europa. Ganhou o prêmio ArtVeine com o vídeo “Meia Noite em Vênus” dirigido e escrito por Maria Olivia Aporia, que fez a trilha sonora original. Concorreu a prêmios com os videoclipes de “Grito Desesperado de Mulheres Abandonadas” e “Dia a Dia”.


Sua música é um reflexo da sua necessidade de fazer o outro sentir. Traz a cura de uma vida incomum feita de traumas e superações de violências, e também a tranquilidade da certeza de que tudo muda e ensina a ver beleza em qualquer situação.


Os lançamentos de Lumanzin chegam através da PWR Records, um selo musical e produtora de eventos focados na difusão e promoção dos discursos femininos como potências criativas, não um gênero musical ou tendência de mercado. “mansinha” está disponível em todas as plataformas digitais e o vídeo está disponível no canal da artista.


Ficha Técnica:

Gravado dia 6 de Março de 2022 no show de pré-lançamento do álbum “mansinha” no Estudio Fiaca


Guitarra e voz: Lumanzin

Guitarra: Renato Putini

Baixo: Lucas Thunder

Bateria e percussão: Danilo Moura

Video: Rafael Penna

Audio recording: Chris Kuntz

Mix and master: Gil Mosolino

Produção: Letícia Tomás


Letra:

Quando eu nasci

A do rue minha mãe sentiu

Foi no Brasil

Quando eu nasci

A dor que minha mãe sentiu

O sol que me coloriu

O mar que meu pai viu

A porta que se abriu

Foi o Brasil