top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Krupinsk apresenta suas faces e sons em dois novos singles

Paulistano radicado em Taubaté, Krupinsk vem encantando seguidores com seu Pop Trap inspirado em suas vivências. Aos 22 anos, o artista independente estreou nas plataformas com o single “Todo Errado”. Emplacou em uma playlist editorial do Spotify seu segundo lançamento, o single “Fim de Semana”, trabalho com uma forte influência do R&B e que o projeta como uma das grandes promessas na cena Pop nacional.


O desdobramento de acontecimentos em sequência não linear conecta os dois primeiros singles de Krupinsk. O cantor e compositor independente estreou nas plataformas de streaming com o single “Todo Errado”, um pop trap que apresenta o seu trabalho autoral.


Crédito: Thainá Reinert

“Todo Errado” é sobre um cara solto na vida que se envolve com uma menina que começa a cobrar mudanças em seu estilo e comportamento para prendê-lo em um relacionamento sério. A partir daí, ele começa a deixar claro pra ela que ele não iria se adequar aos padrões, e que sim, ele é de fato tudo que as pessoas afirmavam sobre ele.”, diz o cantor.


A explicação para o comportamento “todo errado” retratado no primeiro single chega no embalo do R&B de “Fim de Semana”. Na concepção do artista, o segundo single retrata o cara apaixonado que se entregou totalmente a um relacionamento que não deu certo, e por conta disso, se tornou o cara sem compromisso e solto na vida retratado em “Todo Errado”. A construção musical e visual, já que as faixas também se tornaram videoclipes, trazem o contraste desse diálogo sonoro pensado pelo artista. “Todo Errado” e “Fim de Semana” estão disponíveis nas principais plataformas de streaming.


O single “Fim de Semana” significa muito para Krupinsk, pois depois de algum tempo do seu término ele se encontrou pensando na ex-namorada, em todos os momentos bons e tudo que levou ao fim do relacionamento. Ele tentava entender e aceitar tudo isso enquanto passava um final de semana monótono em sua casa.



“A música passa por diferentes estilos musicais como R&B e Pop, e também são utilizados alguns elementos rítmicos do Trap e Funk. Tudo isso pensando em deixar o som mais intimista e com a identidade do Pop nacional.”, revela o artista.


Quem assina a produção musical dos singles é Bruno Mokado, que também foi responsável pela mixagem e masterização. Mokado já colaborou com diversos artistas, entre eles Luana Camarah e Sambô.

Comments


bottom of page