top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Ina MPB, folk e música latina em álbum de estreia "Chão"

O título “Chão” e a redoma presente na capa do disco mostram a dualidade do trabalho de Ina. O álbum envolve o ouvinte em um universo próprio confessional e intimista, ao mesmo tempo que busca nas raízes da MPB, música latina e ibérica ao lado do soul e do folk, um caminho para seguir.



“‘Chão’ é onde tudo nasce, e onde tudo o que morre se renova. É a lembrança e o brotar da vida, onde plantamos esperanças e enterramos aquilo que precisa ser transformado. Esse espírito de reconexão está presente no disco. Desde criança me senti e fui vista como uma pessoa um pouco avoada, um pouco sem chão, meio aqui, meio lá: uma cabeça ‘no mundo da lua’ ou em outros mundos. É através da música que melhor consigo estar junto. A música é um chão pra mim e me inaugura na vida, me religa ao outro”, conta a artista paulistana.



Nas onze faixas deste debut, ela explora um cartão de visitas que vai canções dançantes como o baião “Chão”, “Agora que te vejo” ou o ijexá “Maluca” até momentos contemplativos como "Paraíso", “Janela” e “Destinos Cruzados”. Tudo envolto em arranjos de João Paulo Nascimento que trazem uma sensação de aconchego e um clima de artista veterana neste projeto de estreia.


Ina fez parte da banda do cantor Sessa e participou da gravação de seu último disco, “Estrela Acesa”. Participou também de “Minha Menina”, último EP solo do Sérgio Britto (Titãs), em dueto na faixa “Vale a Pena Esperar”.



Entre shows e gravações, colaborou com diversos artistas como Hilton Acioli, Ricardo Breim, Entrelatinos e Tauã, esse último que participa do disco na faixa “Destinos cruzados (Eu parti)”.


Com produção musical de Ina e João Paulo Nascimento, “Chão” foi mixado por Gabriel Spazziani e masterizado por Maurício Gargel. O disco está disponível em todas as plataformas digitais via YB Music.

Kommentit


bottom of page