• Guilherme Moro

Festival TIM Music Mulheres Positivas foi destaque na cena musical durante o final de semana

Na última sexta (29) o Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi palco do primeiro dia do Festival TIM Music Mulheres Positivas, que contou com a apresentação da Orquestra Mulheres Positivas e presença ilustre de Ludmilla, Luísa Sonza, Liniker e Mart’nália em um show único e exclusivo. O repertório do festival fez homenagem às cantoras Elza Soares, Cássia Eller, Alcione, Gal Costa e Sandra de Sá. Abrindo o festival, as quatro cantoras levaram o público à loucura cantando "Você me vira a cabeça”, de Alcione. Em seguida, as artistas se revezaram no palco, oferecendo um formato de show único e envolvente. Ludmilla agitou com o hit “Tudo porque você mentiu”, convidando Liniker para assumir o palco, que fez o público cantar em uma só voz “Intimdade”. Chegando a vez de Luísa Sonza com o hit “Penhasco”, que abriu espaço para Mart’nália dominar o palco dando gostinho de um bom samba com “Pé do meu samba”.



No palco, enquanto cantava “Melhor Sozinha”, Luisa citou Marília Mendonça: “Uma grande amiga me disse que o amor é uma escolha: Eu amo vc mas eu não preciso de você”. Em seguida, Liniker e Mart’nália fazem um dueto cantando “Estacio, Holly Estacio” de Luiz Melodia, passando os holofotes para Larissa Luz que entrou no palco cantando “Fadas”, de Elza Soares, e ressaltou “a importância de acreditar em linikers, mart’nalias, larissas, mulheres negras, artistas e cantoras”.

"É uma alegria imensa estar aqui falando através da música. Precisamos falar sobre os números de mulheres que são agredidas nesse país todos os dias, precisamos de políticas públicas para fazer isso. Esse festival TIM Music Mulheres Positivas faz esse papel, de trazer a importância desse assunto. Começou hoje e amanhã estaremos juntas novamente na Cinelândia. É a primeira vez que farei um show de graça no Rio”, disse Liniker.


Dando sequência, Annalú emociona a plateia cantando “Malandragem”, de Cássia Eller, seguida pela breve participação de Juliana Linhares, que se apresenta amanhã no festival, cantando “Vaca Profana”, de Gal Costa. Ludmilla e Luisa Sonza cantaram juntas “Café da Manhã”, fazendo o público levantar e começar a dançar, transformando o Theatro Municipal em um grande baile. Enquanto a plateia aplaude de pé as cantoras e o festival, Ludmilla chama Zé Ricardo, diretor artístico do festival, ao palco, que também é aplaudido de pé.

Um prazer estar aqui e uma grande responsabilidade ver o Theatro Municipal assim cheio. Vou cantar uma música que amo muito e que é um hino brasileiro”, afirmou Luisa Sonza antes de cantar “Sozinho”, música famosa na voz de Caetano Veloso.


Crédito: Jorge Porci

Destacando a equidade de gênero, combatendo o preconceito e a violência, o evento tem toda a verba revertida para instituições de apoio à violência contra mulher. O Festival TIM Music Mulheres Positivas é uma criação e realização da Novo Traço Entretenimento, com patrocínio da TIM, Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.


Uma emoção inenarrável ver o Theatro Municipal lotado para assistir o primeiro show do Festival Mulheres Positivas que foi pensado com tanta dedicação. Teve funk, samba, pop. Uma grande democratização da música. O evento segue amanhã com apresentações incríveis na Cinelândia, de graça, de Liniker, Larissa Luz, Juliana Linhares e Annalú.” - Rafaello Ramundo, fundador da Novo Traço e idealizador do festival.

Além do público, famosos como Juliana Alves, Pequena Lô, Cinara Leal, Theo Bial, Rene Silva, Malu Rodrigues, Ruan Paiva, Ivan Mendes, Ursula Corona, Larissa Ayres, Bela Lopes, Dragon Menezes, Igor Cosso, Heron Leal e tantos outros também marcaram presença neste primeiro dia de evento tão emblemático para a cultura carioca. Amanhã, sábado, o line-up contará com show de Juliana Linhares, Annalú, Larissa Luz e Liniker, na Cinelândia.