• Guilherme Moro

Festival TIM Music Mulheres Positivas celebra as mulheres grandes cantoras no Centro do Rio

Em mais uma iniciativa da sua plataforma de música, TIM destaca também seu apoio à equidade de gênero, combate ao preconceito e à violência e inclusão de mulheres no mercado de trabalho.



Realizado pela Novo Traço, evento acontece no fim do mês e terá renda revertida para instituições de apoio à mulheres vítimas de violência.


O festival, que traz um line-up de mulheres diversas, começa no dia 29/07 (sexta-feira) com um concerto no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O show contará com Ludmilla, Luísa Sonza, Mart’nália e Liniker, junto à Orquestra Mulheres Positivas. Com ingressos a preços populares, toda a renda será revertida a instituições de apoio à violência contra mulher. Já no dia 30/07, o ‘Palco Elza Soares’ -- em homenagem à grande artista que nos deixou em janeiro, aos 91 anos -- será montado em plena Cinelândia, templo das artes e símbolo de movimentos que lutam pela igualdade e pela democracia. O show gratuito contará com importantes cantoras da nova geração, como Liniker, Larissa Luz (que interpretou Elza Soares no teatro), Juliana Linhares e Annalú. A direção artística do projeto é assinada por Zé Ricardo.

Também no sábado, o evento vai contar na Cinelândia com uma edição especial da Feira Crespa, ação afirmativa itinerante que tem como objetivos principais a valorização da mulher negra, o fortalecimento de afro-empreendedores e o aumento do repertório dos participantes sobre a cultura afro-brasileira e sua história. Com 7 anos de existência, o premiado projeto traz o eixo econômico juntamente com o social e cultural e é um produto da empresa Rainha Crespa.



Rafaello Ramundo, fundador da Novo Traço, conta que a empresa de entretenimento é formada por uma equipe majoritariamente de mulheres e o festival foi pensado e planejado por elas. “O objetivo do evento é empoderar as mulheres. Nada mais simbólico do que fazer no Theatro Municipal, um dos espaços culturais mais importantes do país, com toda a renda revertida para casas que apoiam vítimas de violência de gênero, e na Cinelândia, a céu aberto, gratuito e acessível a todos, com qualidade, segurança e organização”, comenta.


Mulheres Positivas: aplicativo com vagas e cursos foi baixado mais de 250 mil vezes

Criada em 2010 no Brasil, a plataforma Mulheres Positivas (MP) já está presente na Colômbia, nos Estados Unidos, no México e na Itália e oferece vagas de emprego, cursos, workshops online e mentorias para mulheres. Em julho de 2021, a TIM lançou um movimento em torno do aplicativo de mesmo nome e reuniu outras nove grandes empresas para ampliar a empregabilidade das brasileiras. Hoje, já são 80 companhias participantes do projeto, que oferecem cursos de capacitação e disponibilizam suas oportunidades de emprego no app, que foi baixado mais de 250 mil vezes. A estimativa é que os serviços oferecidos tenham impactado 25 milhões de mulheres. Gratuito, o aplicativo pode ser baixado no site da plataforma e nas lojas App Store e Google Play e clientes TIM navegam sem gastar seu pacote de dados.

Para marcar o Festival, a partir de 1º de julho e durante três meses, clientes TIM que enviarem um SMS com a palavra "MULHER" para 5550 terão acesso à versão Premium do app Mulheres Positivas por apenas R$ 4,90 ao mês. Nesta versão, além dos cursos de aperfeiçoamento profissional e banco de vagas de emprego, as usuárias terão acesso a um clube de benefícios exclusivo, apoio psicológico, podcast do dia e Elasflix.

Violência de gênero na pandemia: uma em cada quatro mulheres brasileiras acima de 16 anos sofreu violência entre maio de 2020 e maio de 2021

Além do indicador de que 17 milhões de mulheres sofreram violência física, psicológica ou sexual no último ano, a terceira edição do relatório “Visível e Invisível: A Vitimização das Mulheres no Brasil” (2021), elaborado pelo Fórum de Segurança Pública em parceria com o Instituto Datafolha, traz outros dados alarmantes. Cinco em cada 10 brasileiros (51,1%) relataram ter visto uma mulher sofrer algum tipo de violência no seu bairro ou comunidade ao longo dos últimos 12 meses e 73,5% acreditam que a violência contra as mulheres cresceu durante a pandemia de Covid-19. Já 48% das mulheres brasileiras afirmaram que a renda da família diminuiu e 33% perderam o emprego. Para 44,4%, o período da pandemia significou também momentos de mais estresse no lar. O relatório completo pode ser acessado aqui. Diante dessa realidade, o TIM Music Mulheres Positivas, além de valorizar o talento de mulheres, vai gerar recursos para entidades que acolhem as que são vítimas de violência.

Cultura, mulheres e futuro. O TIM Music Mulheres Positivas vem trazer destaque para as brasileiras que estão fazendo a diferença na nossa sociedade e reforçar que as vozes das mulheres são fonte de transformação para o Brasil. Vamos transformar a cidade do Rio na referência na equidade de gênero”, ressalta Joyce Trindade, Secretária de Políticas e Promoção da Mulher do Município do Rio de Janeiro.


SERVIÇO - TIM MUSIC MULHERES POSITIVAS

Data: 29 de julho (sexta-feira)

Local: Theatro Municipal (Praça Floriano, S/N - Centro, Rio de Janeiro)

Atrações: Orquestra Mulheres Positivas com Ludmilla, Luísa Sonza, Mart’nália e Liniker

Hora: 19 horas

Valores: R$ 15 (inteira)/R$ 7,50 (meia)

Ingressos

Classificação: Livre

Data: 30 de julho (sábado)

Local: Palco Elza Soares, na Cinelândia (Praça Floriano, S/N - Centro, Rio de Janeiro)

Atrações: Liniker, Larissa Luz, Juliana Linhares e Annalú

Hora: 16h às 21h30

Gratuito