top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Felipe de Oliveira se apresenta em São Paulo

Uma das revelações da cena mineira contemporânea, o cantor Felipe de Oliveira apresentará o show "Terra Vista da Lua" em São Paulo, ocasião que marca o lançamento, na cidade, de seu primeiro DVD. No espetáculo, que acontece em 3 de dezembro, o artista mineiro interpretará as músicas do álbum homônimo. O evento terá início às 19h, no Centro Cultural da Diversidade, e contará com participações especiais de Marcelo Veronez e Leo Cavalcanti. A entrada é gratuita.


Felipe de Oliveira já havia se apresentado anteriormente na capital paulista, mas essa é a primeira vez que o artista mostrará, ao público da cidade, o show "Terra Vista da Lua". O álbum, reconhecido com o Prêmio da Música Popular Mineira em 2022, conta com oito composições originais e, ainda, releituras de clássicos assinados por Arnaldo Antunes, Belchior e Gilberto Gil. Desse último cantor, por exemplo, Felipe regravou a música “Balada do Lado Sem Luz”.

No palco, o mineiro estará acompanhado de banda, formada pelos músicos André Milagres (guitarra e violão), Marco Aur (baixo) e Yuri Vellasco (bateria). Ao longo da noite, a plateia também poderá conferir as participações de Marcelo Veronez e Leo Cavalcanti. O repertório transita entre diferentes gêneros, como MPB, rock e samba.

Felipe de Oliveira, que é formado em Cinema e mestre em Artes pela UEMG, afirma que o espetáculo parte de uma estética vinculada ao imaginário da ficção científica, que foi idealizada a partir da relação entre música e audiovisual: "Eu piloto três retroprojetores ao vivo, que vão sobrepondo imagens numa tela redonda. Eu, que venho do cinema não consigo dissociar música de cena e imagem”. Resultante do trabalho com a luz e com a cenografia, o entrelaçamento entre performance musical e dramaturgia estará presente durante toda a apresentação. Felipe dedica-se a cantar, com sua voz andrógina, sobre a dimensão política que reside nas relações de afeto, mas não de forma literal e, sim, poética. Para o artista, a alegoria da ficção científica traz, na metáfora sobre o mundo distópico, elementos que nos fazem indagar sobre nossos laços sociais.

Sobre a importância de levar o show para cidades como São Paulo e Rio de Janeiro (o cantor se apresentará na capital fluminense em 1º de dezembro), Felipe de Oliveira declara: "São Paulo e Rio são cidades de onde a produção cultural se irradia para todos os cantos do país. Poder encontrar pessoalmente quem deseja me ouvir cantar, para além da minha cidade natal, é um presente para mim".

O disco de estúdio “Terra Vista da Lua”

Produzido por Barral Lima e viabilizado por meio da Lei Aldir Blanc e de uma campanha de financiamento coletivo, o álbum “Terra Vista da Lua” foi lançado em 8 de outubro de 2021, pelo selo Under Discos. A construção de arranjos foi realizada coletivamente, com participação dos músicos André Milagres e João Paulo Drumond. Em 2022, o disco recebeu o Prêmio da Música Popular Mineira como o melhor álbum do ano na categoria "Pop, Rock e afins".



Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page