• Guilherme Moro

Entrevista: Suricato lança álbum irreverente, alegre e com atmosfera New Wave

Nesta sexta-feiara, 21 de outubro, chega em todas as plataformas digitais, o álbum “Marshmallow Flor de Sal”, o mais novo trabalho da banda Suricato.




Mergulhado em alegria sintética e pureza bruta, o irreverente e disruptivo projeto marca o retorno da premiada banda, agora com nova formação, e um novo momento na carreira de Rodrigo Suricato. Apostando na atmosfera New Wave (febre nos anos 80), “MFS” apresenta ao público o colorido estético de uma sociedade bombardeada a todo momento por estímulos, distrações e viciada na busca de um imaginário de felicidade. Um audiovisual que retrata uma festa, onde o ser humano escolhe viver mergulhado ora na apatia e ora na euforia.


Com parceria inédita e produção caprichada de Kassin e Rodrigo Suricato, o disco, composto por 10 faixas assinadas por Rodrigo em colaboração com novos parceiros, será lançado nas plataformas digitais pela gravadora Universal Music. Simultaneamente, o público poderá desfrutar do divertido videoclipe da faixa “Cada vez mais louco” no canal da banda no Youtube, além de visualizers das demais músicas.



“Marshmallow Flor de Sal” é o quinto álbum de estúdio da banda e já nasce diferente de tudo apresentado pelo grupo até hoje; agora com humor, vocais femininos e sintetizadores no lugar do violão folk de Rodrigo. Adepto da pluralidade, o também vocalista do Barão Vermelho é um criativo inquieto que usa seu projeto para a livre experimentação de ideias a cada trabalho.


Suricato concedeu entrevista exclusiva para o Blog Música Boa, onde falou sobre o novo lançamento e outros aspectos da carreira


Música Boa

Como está sendo reformulada a Suricato após alguns anos? Existe expectativa pra shows?

Suricato

Claro! Tenho o privilégio de ter tido a colaboração de músicos fantásticos ao longo da trajetória do projeto. A formação atual é a que mais me deixa feliz. E é no palco e na troca com o público que todo esse trabalho árduo vale à pena. Queremos estar em todos os festivais.

Música Boa

O Barão está em plena atividade com a turnê especial de 40 anos. Como está sendo conciliar esses dois trabalhos?

Suricato

Normal, já faço isso há 5 anos e tem dado certo. Os outros integrantes também tem trabalhos paralelos e isso é ótimo para despressurizar.

Música Boa

Em um momento complicado politicamente, você sempre se expressou e disse o lado que está. Isso tem impactado suas últimas composições?

Suricato

Ser artista é ser resistência, ainda mais nos últimos anos. Sou um cidadão que não deixa de se manifestar politicamente, mas minhas canções são sob a perspectiva do amor. Ele é maior e muito além das construções sociais.

Música Boa

Qual o conceito por trás do álbum?

Suricato

Primeiramente seria um desperdício fazer um álbum triste e introspectivo depois do que passamos. MFS é uma viagem de dopamina. A maior parte da alegria do mundo não é percebida sem estímulos e vivemos na apatia ora na euforia. Marshmallow representa a alegria inventada, sintética e Flor de sal a pureza de um processo que não se acelera. Esse equilíbrio é o dilema da humanidade.

Tem canções muito festivas e outras mais densas. Tem uma sonoridade que eu e o Kassin, produtor do disco, nos divertimos muito. Sintetizadores, programações eletrônicas e etc. Me recuso a ser somente o menino folk de chapéu. Esse álbum soa exatamente o que pensei e isso pra mim já é ser muito bem sucedido