top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Entrevista: Malía retrata origens em seu novo álbum

Malía lançou na última quarta-feira (13) o álbum “Som Da Minha Casa”, pela Universal Music. O novo projeto, não se define a das amarras de um gênero musical específico e traz relatos sobre a trajetória da cantora ao lado de pessoas queridas.



O disco é marcado por sua multiplicidade sonora, combinando com o próprio jeito de ser de Malía, e inclui as participações de sua mãe, Maria Isabel Machado, e sua tia, Claudia Costa Santos, no coro da canção “Corda Bamba”.

 

Mais importante do que definir um estilo que represente seu trabalho, Malía prefere se firmar como uma intérprete musical que ama aquilo que faz. Por isso, um elemento que ela fez questão de realçar durante a produção do disco foi a amplitude dos instrumentos.


A artista cedeu entrevista ao Blog Música Boa para falar sobre a sua carreira e inspirações para este lançamento.


Blog Música Boa

Malía, ao criar "Som Da Minha Casa", quais foram suas principais influências e como suas origens na Cidade de Deus moldaram a sonoridade do álbum?


Malía

Minha principal influência foi o cotidiano e a Cidade de Deus está diretamente ligada à isso, pois lá eu vivi grande parte da minha vida e tive a oportunidade de ser impactada de muitas formas, principalmente culturalmente de uma maneira muito valiosa e plural.


Blog Música Boa

O título "Som Da Minha Casa" vai além do espaço físico, como você mencionou. Pode explicar mais sobre o conceito por trás do álbum e como ele reflete sua jornada pessoal e artística?


Malía

Tive uma educação musical muito forte e isso impactou muito positivamente minha identidade, então nada melhor do que reverenciar literalmente as caixas de som que o meu pai construiu (são as caixas da foto da capa) e que embalaram muitos momentos felizes da minha vida.


Blog Música Boa

No videoclipe de "Vou Atrás", a presença da Cidade de Deus é notável. Como essa escolha de locação contribui para a narrativa da música e o que significa para você incluir sua família nesse projeto?


Malía

O contexto que estamos inseridos impacta diretamente em quem somos e como nós nos relacionamos com mundo, queria celebrar tudo de positivo que a minha família e a minha vida na CDD me trouxe e contar minha história no cenário onde ela se passou.


Blog Música Boa

O álbum apresenta colaborações significativas, incluindo sua mãe e tia em "Corda Bamba". Como essas parcerias familiares enriqueceram a experiência musical e qual o impacto delas na mensagem que você quer transmitir?


Malía

Eu gostaria que as pessoas se sentissem perto de mim o suficiente para estarem a vontade, ter a minha família comigo foi uma forma de me mostrar vulnerável e confortável.


Blog Música Boa

O Carnaval é destacado no videoclipe de "Vou Atrás". Como essa celebração cultural influenciou sua música e por que foi importante trazê-la para o projeto visual?


Malía

Antes, eu dificilmente tinha acesso a arte por falta de condições financeiras e no Carnaval era a época que eu conseguia acesso a esses grandes espetáculos, por isso é uma festa tão importante pra mim, fora a grande movimentação negra e o senso de comunidade que basila essa festa e me inspira profundamente.

É sempre importante celebrar essa festa ancestral.

Comments


bottom of page