• Guilherme Moro

Entrevista com Kelvin Araújo

Kelvin Araújo é cantor, compositor e instrumentista. A paixão pela música teve início ainda na infância, quando aos quatro anos de idade ouvia os clássicos sertanejos. Ele falou sobre os planos para o futuro, os projetos lançados durante o período de quarentena e também sobre o novo projeto que será lançado neste ano.


Foto: Divulgação


Blog Música Boa

Kelvin, quando criança você herdou um violão de seu avô e começou a se apresentar em festas regionais aos sete anos de idade. Conte um pouquinho desse seu começo e de como você entrou para a vida artística.


Kelvin Araújo

No começo era uma coisa muito nova. Eu me sentia muito feliz quando as pessoas me convidavam para me apresentar em festas, picadeiros de circo, aniversários, showmícios. Como uma criança, eu não tinha responsabilidade nenhuma, Eu queria cantar. Me sentia muito feliz quando as pessoas estavam alegres em me ver cantando. Esse primeiro contato foi só alegria. Meu avô faleceu e o violão ficou em casa. Ninguém tocava. Foi então que eu comecei a tocar violão, sem acorde nenhum. Minha mãe viu meu interesse e me deu uma daquelas revistinhas que eram vendidas em banca de jornal e que tinham cifras de várias músicas. Depois disso nunca mais parei.


Blog Música Boa

Como se deu a formação da sua primeira dupla? (Kasser & Kelvin)


Kelvin Araújo

Eu comecei a apresentar um programa de rádio em Jundiaí. O diretor dessa rádio, que se chamava Cristal, me falou que tinha um rapaz que tinha acabado de chegar de Goiânia e que queria formar uma dupla. Fui conhecê-lo, mas ele também era primeira voz. No entanto, um dos integrantes da banda que ele tinha fazia segunda voz. Ele chamou esse rapaz para ser o anfitrião de uma festa e cantamos juntos a primeira música, que foi “Estou Apaixonado”, de João Paulo & Daniel. As pessoas que estavam em volta gostaram muito do dueto e formamos a dupla. Foram 12 anos de parceria.


Kasser & Kelvin há alguns anos atrás


Blog Música Boa

Em 2010, o projeto Kasser & Kelvin chega ao fim, mas dá lugar à dupla Kaio & Kelvin, outro trabalho muito bem sucedido. Nesse projeto foram três CD’s e um DVD, além de terem sido produzidos pelo renomado Luiz Carlos Maluly, que entre tantos trabalhos de sucesso, foi o responsável pelo “estouro” da banda RPM.


Kelvin Araújo

Kaio já era meu parceiro de composição no repertório de Kasser & Kelvin. Kaio é um grande produtor e roteirista, mas ele não cantava. Foi então que ele me perguntou: “Vamos tentar? A gente grava um DVD, cria um projeto com um gás novo. Vamos pra cima”. Eu topei, ainda mais com a parceria que a gente já tinha. Gravamos o DVD, convidamos Sérgio Reis, Edson (Edson & Hudson) e a Janaynna. Esse trabalho foi gravado em Jundiaí. Com esse DVD nós fomos à muitos lugares. Rodamos boa parte do Brasil, conhecemos pessoas muito importantes e depois vieram outros trabalhos, inclusive esse CD maravilhoso produzido pelo Maluly, que tem várias composições de Kaio & Kelvin. Maluly é um cara fantástico e um produtor super respeitado. Uma pessoa belíssima.


Kaio & Kelvin ao lado de Edson, em Pinhalzinho, no interior de São Paulo


Blog Música Boa

Kelvin, durante muitos anos de sua trajetória como cantor, você cantou em dupla. Como foi encerrar o projeto Kaio & Kelvin e partir para uma carreira solo?


Kelvin Araújo

Eu tive dupla por quase duas décadas. Me senti apreensivo. O Kaio parou para se dedicar somente à produção. Hoje ele tem um estúdio e um canal no Youtube com vários inscritos. Na época eu disse pra ele que amava estar nos palcos e que não iria parar. Senti a necessidade de cantar sozinho.


Blog Música Boa

“O Amor é Maior” foi seu primeiro trabalho em carreira solo. Como foi realizar todo o processo de pré-produção e escolha de repertório, sozinho, pela primeira vez?


Kelvin Araújo

Esse álbum eu fiz praticamente uma enquete com os fãs. Peguei as músicas que meu público mais gostava em tempos de dupla e fiz esse trabalho. Ele é um projeto que eu gosto muito, porque a maioria dessas composições tem um lugar especial no meu coração. Ficou muito bonito.


Blog Música Boa

O DVD Kelvin Araújo “Em Casa” conta com a faixa “Meia Boca”, que já ultrapassou a marca de um milhão de visualizações no Youtube. Fale um pouco sobre esse projeto e dessa música em especial.


Kelvin Araújo

Com esse trabalho eu quis fazer algo diferente dos meus anteriores, tanto é que não tem nenhuma composição minha. Eu estava no carro escutando um CD de Bruno & Marrone e adorei o áudio e a produção daquele trabalho. Fui atrás de quem tinha feito e vi que era o Juninho Melo e o Marcelo Cheba, lá de Uberlândia. Foi então que os convidei para fazer um trabalho comigo. Escolhemos o repertório e resolvi gravar perto da minha cidade. Eu estava na academia e ouvi essa composição ('Meia Boca'). Lembro que desci da esteira e achei muito boa a música e na hora já liguei para o Juninho. Depois nós fizemos esse DVD, aqui em Extrema - MG. O André Caverna (diretor do DVD) me ligava e perguntava onde iria ser o local da gravação. Eu respondia: "aqui em casa". Por isso o nome ficou "Kelvin Araújo - Em Casa”. Isso foi em 2019 e não imaginava que em 2020 essa frase seria tão utilizada.



Blog Música Boa

Todos sabemos que a volta dos shows e eventos é aguardada por todos os profissionais envolvidos no setor. Você acha que ainda em 2021 os shows, ainda que com restrições, voltarão a serem realizados?


Kelvin Araújo

Olha, eu acredito que só para o ano que vem. Temos o final do ano com muito otimismo, mas não tem jeito, né? A gente canta para festas e aglomerações, então fica difícil. Não posso dizer que quero que volte logo, pois pode ser algo egoísta da minha parte. Tudo ao seu tempo. Quero que as pessoas estejam bem e com saúde. Vejo que a saúde financeira também é muito importante. Vejo muitos artistas, músicos e pessoas da equipe técnica que estão passando muito perrengue nesse momento. Vamos segurar na mão de Deus, que tudo vai dar certo.


Blog Música Boa

“Baú do Kelvin” é um projeto em que você visita algumas músicas que ficaram mais no lado B de seu repertório. Como surgiu essa ideia? Conta pra gente!


Kelvin Araújo

Durante esses quase 20 anos de carreira que tive como dupla, eu gravei muitas músicas que não poderiam ficar esquecidas. Muitas são da época que eu gravei meu primeiro CD, lá em 2005, quando não existia plataforma digital. Eu queria colocá-las em todas as plataformas digitais, mas queria que tivesse algum motivo pra isso. Gravei alguns trechos dessas músicas e subimos nas plataformas. São músicas que tenho um carinho enorme.


Blog Música Boa

Recentemente você gravou alguns covers, voz e violão, que fazem muito sucesso com o público sertanejo, principalmente no Youtube. Diga como você idealizou esse trabalho que faz tanto sucesso.


Kelvin Araújo

Quando vieram as lives e anunciaram a live dos Amigos (Chitãozinho & Xororó, Zezé Di Camargo & Luciano e Leonardo), eu fiquei muito feliz, porque me remete a uma fase da minha vida em que a música sertaneja tinha muita qualidade. Eu quis aproveitar que as pessoas estavam olhando para os Amigos, principalmente com aquela turnê maravilhosa que eles fizeram e pensei em gravar as músicas desses artistas. Achei que era o momento certo. Não quis fazer com banda. Fiz só voz e violão, cantando com mais maciez e calma. Acho que não era o momento de gravar música pra cima e alegre. Era um momento em que as pessoas queriam ouvir coisas bonitas e que traziam reflexão em um ano tão difícil. Faço muita pesquisa de repertório e quando ouço coisas gravadas por Antônio Marcos e Paulo Sérgio, vejo muitos comentários do tipo: “Quem está vendo isso em 2021?”, “Que saudade desse tipo de música!”. Poxa vida, tem tanta gente com saudade de música com melodia e com sentimento, então eu fiz o “Kelvin Canta Amigos" e surgiu a proposta de cantar com outros artistas que eu gosto como Fábio. Jr, Ana Carolina, Roupa Nova, Roberto Carlos, enfim, me aventurei a cantar essas músicas no meu jeito de interpretar. São músicas lindas e que falam por si. Graças à Deus a galera está elogiando bastante.


Blog Música Boa

Demais, Kelvin! Pra encerrar essa nossa conversa, fale um pouquinho sobre os planos para esse segundo semestre de 2021. Foi um prazer falar com você! Muito obrigado.


Kelvin Araújo

Eu espero que a gente volte pra estrada. Devagarzinho estamos formatando um novo show e escolhendo repertório pra um novo projeto. Quero gravar seis músicas em um mini DVD, dentro de estúdio, somente com músicas latinas. Estou ouvindo muitos artistas mexicanos, espanhóis e quero trazer isso. As melodias dessas músicas são riquíssimas. Estamos formatando os arranjos e buscando músicas que são sucesso lá fora, mas aqui no Brasil ninguém conhece. Quero trazer tudo isso com o papo do Brasil. Muito obrigado pelo convite, Guilherme! Estou sempre à disposição.