• Guilherme Moro

"Então é Natal": clássico natalino de Simone ganha versão em áudio especial

Este ano o Natal será diferente. Depois de quase dois anos de pandemia e comemorações bem restritas ano passado, agora, com o avanço da vacinação, as celebrações familiares em 2021 retornam com o espírito e o significado cristão renovados. E para comemorar um momento tão importante e especial, o clássico musical “Então é Natal”, de Simone, acaba de receber uma remixagem para o digital e uma versão contemplativa em Áudio Espacial (Dolby Atmos): uma nova experiência de ouvir e sentir a música. Ambas as mixagens foram feitas por Marcelinho Ferraz, do estúdio e produtora Head Media.


“Tive a ideia de gravar um álbum de Natal quando fui aos Estados Unidos e observei vários discos com a temática. Resolvemos apostar e o sucesso foi muito maior que imaginávamos. Amei fazer este projeto; nasci no dia do Natal, acho que isso explica muito”, conta Simone. “As canções são para quem está no espírito do Natal, de magia, de inocência; são músicas ouvidas no Brasil e no mundo e não há quem pare. É muito bom comemorar. E melhor ainda receber os elogios deste trabalho, principalmente de crianças, pessoas natalinas, simples, de muita pureza”, completa a cantora.

“Então é Natal” em Dolby Atmos representa mesmo uma experiência inovadora, tão avant-garde quanto a ideia de Simone de gravar um disco natalino, há 26 anos, que foi um marco na indústria fonográfica brasileira. Nesta nova audição, o Áudio Espacial preenche todos os sentidos do ouvinte e o mergulha no universo da canção. As novas versões conferem mais clareza e emoção para todas as nuances da gravação: a voz super afinada de Simone, os arranjos e produção musical de Moogie Canazio e Max Pierre, a grandeza do coro das Meninas Cantoras de Petrópolis e todos os sinos e “brilhos” que a faixa carrega – e que há mais de duas décadas faz sentidos para milhares de brasileiros.


A música é uma versão de Claudio Rabello para “Happy Xmas (War is Over)”, de John Lennon e Yoko Ono, e até os versos “Hiroshima, Nagasaki, Mururoa” citados na composição original ganham mais nitidez e sentido na nova mixagem e versão em Dolby Atmos (Áudio Espacial) – o que sublinha e reforça a mensagem de paz e harmonia mundial idealizada pelo casal em 1971 (após a guerra do Vietnã) e que se estende até os enfrentamentos de hoje.


A responsável pela atualização deste clássico é a Universal Music, que acredita que a faixa mais executada no Natal nos últimos 26 anos merecia uma versão à altura. Sucesso de Norte a Sul do Brasil, a canção e o álbum temático de Simone “Então é Natal” foram pioneiros na MPB e o grande sucesso não foi à toa: encaixou como estrela na árvore para cristãos celebrarem o amor e estabelecimentos comerciais venderem presentes.


A nova versão em Áudio Espacial ainda comemora os 25 anos da gravação, completados no auge da pandemia, em 2020, e convida a todos para um abraço generoso e desarmado neste ano tão difícil que termina e nasce outra vez... Aumenta o som, Feliz Natal e um ótimo ano novo!