top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Edson e Hudson e Henrique e Diego se apresentam no Villa Country

O Villa Country, a maior casa sertaneja da América Latina, prepara mais uma dobradinha de shows para que o público tenha uma noite memorável. Dessa vez, Edson e Hudson e Henrique e Diego apresentam seus shows de carreira no dia 15 de setembro de 2023 (sexta-feira).



Uma turnê realmente a altura da importância de Edson e Hudson na música sertaneja. “Iguais” nasceu para coroar a carreira vitoriosa dos dois irmãos que, juntos, escreveram uma das histórias mais bonitas que se tem conhecimento.


Como dito por eles mesmos, “essa é a melhor turnê das nossas vidas”. E, claro, o que o público pode esperar é um show que evidencia a fusão perfeita entre a sensibilidade e a qualidade técnica dos artistas. Em “Iguais”, Edson e Hudson unem o talento incomparável de cada um para interpretar faixas eternas, sucessos conquistados em quase três décadas ininterruptas de muito trabalho, e homenagens a grandes artistas, referências musicais que carregam até hoje. Mais que um novo espetáculo, Edson e Hudson criaram uma experiência única, uma viagem histórica contada por meio de uma trilha sonora arrebatadora, misturando amor, diversão e emoção, além de uma performance eletrizante.


O nome “Iguais” traduz a união e a sinergia existentes entre eles que começaram a cantar muito cedo, com 5 e 7 anos, respectivamente. “Iguais” também fala sobre a relação de amor com o público, inserindo artistas e fãs no mesmo grau de importância para que a magia realmente aconteça. Banda, técnica e equipe, que são o coração pulsante dos artistas, receberam o carinho merecido. Edson e Hudson entendem que para que o show ocorra, cada um (dos mais de 30 profissionais envolvidos) precisa atuar com maestria.


O conceito de “Iguais” está presente no novo cenário moderno, mas que preservou a essência sertaneja. O projeto, fruto da parceria entre a Live Talentos e a Inmagic, traz muita tecnologia e uma iluminação impecável. Projeções dão movimento e profundidade. A cada faixa apresentada, nasce uma nova cena com cores e formas distintas, despertando os sentidos e a emoção em cada um.


No repertório não faltam sucessos! Hudson, considerado um dos melhores guitarristas do mundo, nadou em águas profundas para criar um medley inspirado no filme Piratas do Caribe. Na sequência, Edson solta a voz em “Assovia”. Depois, um tiro atrás do outro com a sucessão de “Festa Louca”, “Azul” e “Porta-Retrato”.


Do próprio repertório de românticas, Edson e Hudson revisitaram os 27 anos dedicados a indústria fonográfica para interpretar “Mil Razões Para Chorar”, “Foi Deus”, Deixa Eu Te Amar”, “Esqueça Que Eu Te Amo”, “Quer Namorar Comigo”, “Amor Demais”, “Fala”, “Meu Anjo”, “Não Tem Dia, Não Tem Hora” e “Te Quero Pra Mim”.


O bom humor dos irmãos é bem representado pelo medley de “Rabo De Saia” e “Me Bate, Me Xinga”, além das canções “Não Deixo Não”, “Vamos Fazer Festa”, “Abre A Janela”, “O Bicho Vai Pegar” e “Quem Me Viu, Quem Me Vê”.


Grandes artistas sertanejos são reverenciados com “Cada Volta É Um Recomeço”, “O Grande Amor Da Minha Vida”, “Indiferença”, “Amor de Ping-Pong”, “Decida”, “Bebo Pa Carai”, “Se A Casa Cair”, “Ainda Ontem Chorei De Saudade”, “60 Dias Apaixonado”, “Fuscão Preto”, “Boate Azul”, “Sou Eu”, “Minha Estrela Perdida” e “Dois Corações E Uma História”. Os tão aguardados solos de guitarra de Hudson ganham vida com “Beat It”, de Michael Jackson, e “Back In Black”, de AC/DC.


Já Henrique e Diego tiveram influências musicais diferentes. Henrique começou a cantar no grupo de jovens da escola, onde aprendeu a tocar violão, o que abriu as portas para que pudesse trabalhar como técnico de apoio de duplas sertanejas. Já Diego, ainda criança, se destacava como puxador da escola de samba “A estrela do oriente”, onde a sua avó era presidente. Em 2002, os artistas de conheceram enquanto trabalhavam na banda de pagode “Jeito de ser”. A partir deste momento, formou-se uma parceria de grande sucesso.


Neste ano, a dupla completa 21 anos de carreira, sendo reconhecida por hits que conquistaram o Brasil e são cantadas ainda hoje nas maiores festas sertanejas, como “Suíte 14”, com participação de MC Guimê, e “Raspão”, como Simone e Simaria. Henrique e Diego somam 8 CDs, 19 singles e importantes premiações.


Na estrada com shows em todo o Brasil, atualmente a dupla tem apresentado o álbum "Lado A Lado B", lançado no segundo semestre de 2022, com sete músicas, sendo a música de trabalho "Lado A Lado B" feat com George Henrique e Rodrigo. Neste projeto também se destaca a canção “Contato Boqueado”, que recebeu Disco de Ouro consagrando o sucesso deste trabalho. Reforçando o seu espaço na história da música sertaneja, no mesmo período, Henrique e Diego foram uma das atrações do Cruzeiro de Zezé Di Camargo e Luciano.


Em 2023, as novidades de Henrique e Diego não param! A dupla acaba de lançar, em todas as plataformas digitais, a nova versão de “Coração Sem Noção", música gravada no início da carreira e que agora, ganhou nova versão intitulada “Por Você Eu Bebo o Mar de Canudinho” e já alcançou 1M de visualizações. Desta vez o lançamento aconteceu em parceria com Jaldo Rodrigues, cantor e compositor de arrocha. A faixa, que ganhou grande repercussão nas redes sociais, originalmente é um reggae e chega agora com a sonoridade totalmente nova, gravada em estúdio.

Comments


bottom of page