top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Edson e Hudson convidam Hugo e Guilherme a surpreendente Corolla Preto

O encontro de Edson e Hudson com Hugo e Guilherme não poderia ser melhor! De “Corolla Preto”, eles incendiaram o Espaço Unimed, em São Paulo, para a gravação de “Foi Deus”, o mais recente projeto audiovisual e que recebeu uma verdadeira constelação da música para uma noite histórica.



A composição de Juan Marcus, Daniel Caon, Danilo Dávila e Benício Neto chegou como um presente a Edson e Hudson que, claro, não hesitaram em colocá-la no repertório que navegou entre novas faixas e releituras de sucessos de carreira.

’Corolla Preto’ é inteligente, divertida, alegre, pra cima e fala daquela paixão que tanto gostamos de cantar, aquela noite inesquecível. Ela tem elementos muito interessantes e é uma grande história”, diz Hudson que também assina a produção musical do DVD.

“E eu só lembro daquela boca, daquele corpo, daquele fio de cabelo;

Daquela roupa caindo, de um grau subindo, dois pelado “bebo”.

Não lembro mais o nome, número, nem endereço,

Fernanda, Amanda, termina com “anda” num Corolla Preto”

E quem nunca? Rapaz do céu! Essa moda é muito boa! Acho que o público irá se identificar porque é uma grande brincadeira, mas que acontece com todo mundo um dia na vida. E se não viveu, conhece alguém que já teve essa paixão relâmpago, que não sabe o nome, o endereço, mas guardou as boas lembranças”, conta Edson.

Hugo e Guilherme embarcaram na história de “Corolla Preto” junto com Edson e Hudson e falaram sobre a experiência de viver esse momento ao lado dos irmãos.

Mesmo que passássemos a noite inteira falando não seria possível dar o tamanho da nossa alegria, somos fãs demais”, concluíram.

Com direção executiva da Live Talentos, “Foi Deus” (com 35 faixas) é um marco na carreira de Edson e Hudson que esgotaram os ingressos para um grande espetáculo recheado de emoção, alma e sentimento.

bottom of page