top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Documentário que apresenta novas perspectivas para a viola será exibido nesta sexta

Idealizado pelo músico, produtor e artista sonoro Dino Vicente, o Projeto musical ‘Viola Avançada’ visa descobrir novas possibilidades sonoras para as violas brasileiras, a partir do encontro da mesma com a música eletrônica experimental, descontruindo esse tradicional instrumento.


“Podemos usar como imagem a ideia de picotar, recortar uma viola brasileira em milhões de pedacinhos até se tornarem grãos e reorganizá-los de outras formas. E daí surge o questionamento: Que tipo de música seria possível obter com esse novo instrumento virtual?”, destaca Vicente.


Além do documentário, o Projeto ‘Viola Avançada’ é composto pela pesquisa realizada pelos idealizadores do projeto; um álbum conceitual que será lançado brevemente nas plataformas digitais; cinco vídeos experimentais e o plugin ‘Adeus Viola’, um aplicativo desenvolvido para manipulações sonoras.


Dino Vicente explica que desde a captação do áudio e durante as filmagens do projeto ‘Viola

Avançada’ foram utilizados diversos tipos de aparatos e equipamentos. Para exemplificar, ele cita que os áudios foram registrados em um gravador digital Zoom com diversos tipos de microfonação.

“Para a seleção e edição do material bruto adotamos as plataformas Pro Tools e Reaper. Na fase de processamento dos áudios, adotamos o programa MAX, desenvolvendo um aplicativo, o Adeus Viola, especialmente criado para a manipulação dos áudios da viola. Já no universo analógico usamos um sintetizador modular MOOG 15 e um Mini Moog Model D, ambos da década de 70”, detalha Vicente.


O elenco

Para o projeto ‘Viola Avançada’ foram convidados os músicos Ricardo Vignini (violeiro e fundador da banda Matuto Moderno e do duo Moda de Rock); Edgard Scandurra (fundador, guitarrista e compositor do IRA!); Toninho da Viola (violeiro, arranjador e tocador de 'Cururu' de Piracicaba); Fábio Miranda (Mestre em Música, produtor cultural, arte-educador) e Katya Teixeira (cantora, instrumentista e compositora paulistana, pesquisadora da cultura popular brasileira).


Banco sonoro

O ponto de partida dessa viagem musical foi registrar em áudio e vídeo os violeiros convidados em seus habitats, os diferentes tipos de viola, de gestos e repertório, compondo assim um grande banco sonoro.


Segundo Mário de Almeida, que assina a direção, montagem e finalização do documentário ‘Viola Avançada’, diversas ferramentas digitais, analógicas e mecânicas foram utilizadas para a manipulação desses áudios. “Algumas ferramentas foram especialmente criadas e desenvolvidas para atender esse desafio, como por exemplo o aplicativo ‘Adeus Viola’, usado para manipulações dos sons captados”, explica.


Uma das características que marca a grandiosidade do desafio de ‘Viola Avançada’ é que o resultado desse processo foi posteriormente apresentado para os músicos sem ensaio prévio. A partir disso, novamente foi registrado em áudio e vídeo as reações e interações com essas outras paisagens sonoras, texturas, pulsos e gestos musicais.



Curiosidades

Entre as curiosidades do Projeto Viola Avançada, Mário de Almeida destaca a participação de Toninho da Viola, violeiro, arranjador e tocador de 'Cururu' de Piracicaba, cidade que durante metade do século 20 reuniu muitos tocadores e cantores do Cururu. “Toninho é uma referência e é considerado um dos últimos tocadores do Estado de São Paulo da época de ouro do Cururu”, salienta Almeida.

Outro destaque do Projeto é presenciar Edgard Scandurra, fundador, guitarrista e compositor do IRA!, tocando viola pela primeira vez. “O Edgard é um ‘estranho’ que quisemos na produção porque ele já tem uma trajetória dentro da música eletrônica e com experimentações. É alguém de fora, que já tem intimidade com as cordas, mas não com a viola. Então o projeto proporcionou ver o Edgard tocando viola pela primeira vez”, destaca Almeida.


Programação

O evento desta sexta-feira (24) ,que terá a exibição do documentário ‘Viola Avançada’, contará ainda com a apresentação da pesquisa realizada pelos idealizadores do projeto e dos cinco vídeos experimentais, seguida da audição de faixas que compõem o álbum conceitual que será lançado brevemente nas plataformas digitais. O público também terá oportunidade de conversar com Dino Vicente e Mário de Almeida.


‘Viola Avançada’ é uma produção do Programa de Ação Cultural (ProAC Direto, Maravilha Filmes e Maracujá Cultural. Realização Cult SP e Governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas.


Ficha técnica:

Idealização do Projeto ‘Viola Avançada’: Dino Vicente

Direção, montagem e finalização’: Mário de Almeida

Produção: Gabriela Goés (Maracujá Cultural)

Direção de Fotografia: Biel Ribeiro

Curadoria: Dino Vicente e Mário de Almeida

Produção Audiovisual: Maravilha Filmes

Comments


bottom of page