• Guilherme Moro

Deputada eleita Dani Balbi foi uma das convidadas da Som Livre em painel sobre Consciência Negra

A Som Livre deu seguimento ao projeto “O Som do Meu Orgulho” a fim de levantar importantes pautas como a Consciência Negra e a Diversidade neste início do mês de novembro. Dani Balbi, primeira deputada transexual eleita da ALERJ em 2022 e primeira Doutora e Professora Trans da UFRJ, foi uma das convidadas de um painel de conversas ao lado de Aída Barros, Especialista em Relações e Cultura Negra, Sambista, Diretora Audiovisual e Assistente de Direção na Globo.



O tema central foi “Toda arte brasileira é afro-brasileira” e assuntos como pretos na tecnologia e narrativas pretas: transformando estratégias em soluções audiovisuais estiveram em pauta. Os artistas da Som Livre, Luthuly e Thais Macedo, também participaram da roda de conversas falando sobre oportunidades e desafios da música preta, e encerraram o evento com um pocket show na sede da gravadora no Rio de Janeiro. A mediação ficou a cargo de Nathalia Marques e Alexandre Fernandes, membros do Comitê de Diversidade da Som Livre.



Roda de conversas com Dani Balbi e Thais Macedo | Crédito André Rola

O projeto da Som Livre “O Som do Meu Orgulho” ainda traz no Mês da Consciência Negra outras ações, como: um segundo evento com convidados e imersão musical no fim de novembro, uma playlist reunindo músicas de todos os artistas pretos da gravadora, disponível em todas as plataformas de áudio com curadoria do Comitê de Diversidade da Som Livre - ouça aqui -, e um EP especial com releituras de clássicos do catálogo de grandes nomes da música brasileira como Alcione, Djavan e Emílio Santiago, sendo interpretados por vozes do cast atual como Kynnie, Luccas Carlos, Thiago Pantaleão, MC Dricka, Jonathan Fer, Kevin O Chris, Tiee, Clovis Pinho, Kawe, MC Caverinha e Gaab, com lançamento previsto para dezembro.