top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Delusional, terceiro disco de Bruno Leo, reflete sobre a complexidade da vida sem perder o otimismo

Delusional é o terceiro álbum de estúdio de Bruno Leo lançado na última sexta-feira, dia 21 de abril. Novamente compondo, tocando, arranjando e produzindo tudo sozinho, a mudança da Finlândia para Califórnia, no Estados Unidos, trouxe um espírito um pouco mais ensolarado para o trabalho do artista, em comparação aos seus dois primeiros discos, Constantes Casos do Tempo que Parou (2020) e Limbo (2022). Composta por oito faixas, Delusional reflete sobre a complexidade da vida, mas sem perder o otimismo.


Capa: Bruno Leo

No novo trabalho, as composições refletem um pouco mais sobre a vida e como Bruno está inserido nela. São feitos questionamentos como: Quais são os afetos que criamos que nos enganam? Quais são as belezas dos contrastes negativos da vida? Como que o calor nos faz sentir saudade do frio Finlandês? Por que temos tanto medo do incerto? Por que nos prendemos ao passado e projetamos tanto o futuro sem pensar no agora?


Além disso, o artista também busca, nas músicas, colocar para fora ideias de como seria sua vida sua versão do futuro tentasse interferir nas suas escolhas, bem como analisa a forma como procuramos validação em opiniões da crítica para nos orgulharmos dos nossos próprios gostos e como, muitas vezes, criamos soluções para problemas que não existem. A sonoridade do disco se inspira no pop rock e no rock alternativo dos anos 2000.


Delusional foi gravado em seu Home Studio durante dezembro de 2022 e março de 2023. O álbum também conta com as participações do cantor e compositor Brunno Lopez em “Solução Sem Problema” (com quem Bruno divide a autoria da canção) e de Márcio Viana no baixo em “Sem Se Validar”.

Commentaires


bottom of page