top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

"Cena De Crime": IZRRA sai da zona de conforto e apresenta single acompanhado de visualizer

O cantor IZRRA apresenta nesta sexta-feira (12) a faixa "Cena de Crime", acompanhada de um visualizer. Acostumado a apresentar músicas som sonoridades oriundas do R&B, o artista embarcou em uma mistura de gêneros no novo single e provou sua versatilidade musical.


Crédito da foto: Lua Dof

Com uma voz marcante, o artista carioca retrata nos versos da canção o término de um relacionamento e se coloca no lugar de superação, em uma história baseada em suas vivências reais.


A música veio através de uma experiência de um término e eu achei interessante trazer a letra da maneira que eu inseri na música, porque eu não vejo os compositores trazendo este diálogo. Foi tão particular, que o clipe foi gravado na minha casa", afirma.


Nascido na baixada fluminense do Rio de Janeiro, IZRRA viu sua vida mudar após simplesmente fazer o que mais ama na vida: cantar. Em um passeio despretensioso de metrô, em 2016, o jovem começou a cantarolar impulsionado por amigos e seu talento não só chamou a atenção como também despertou todos no vagão, que o acompanharam com palmas e cantando em um só coro. O vídeo deste momento viralizou.


No ano passado ele foi uma das atrações do Espaço Favela no Rock In Rio, o que ele já afirmou ter sido uma das grandes oportunidades de sua carreira. Ele comentou sobre como o novo trabalho o tirou da zona de conforto como artista


"Eu saí totalmente da minha zona de conforto. Me considero um cantor de soul music e R&B e trazer essa sonoridade de diversos gêneros, é um fruto do que venho aprendendo com a galera com que eu troco e as pessoas que compões as músicas comigo. Transitar sobre várias cenas me fortalece ainda mais como artista e flertar com estes gêneros é muito comum, já que sou do Rio. Eu estava falando muito sobre amor e tenho essa oportunidade de me conhecer mais como artista", comenta.



Sobre a possibilidade de transformar a estética trazida na faixa em um novo álbum, ele afirma:


"Eu penso em um EP. As músicas estão muito amarradas umas nas outras e o contexto está batendo bastante. É uma nova fase do IZRRA, mas eu continuo falando sobre liberadade, autoestima, superações e outras coisas".


O cantor, que começou a cantar na igreja, aos quatro anos de idade, vem buscando novas formas de se aprimorar e realizar o sonho de viver da música. Em 2017, iniciou os estudos na Escola de Música Villa-Lobos, onde fez grandes conexões, incluindo com seu atual produtor musical.


"A música se renova sempre. Sou um artista que estou me conhecendo a cada dia. E cresci ouvindo R&B, mas quero poder experimentar novas facetas e trabalhar com artistas de gêneros diferentes", finaliza.

Comments


bottom of page