• Guilherme Moro

Carlos Sales retrata despedidas no clipe “Espinho”

O cantor e compositor carioca Carlos Sales reflete despedidas como um caminho sem volta, um olhar pro futuro usando o passado como lição em “Espinho”. A faixa do seu disco “Pra lá de Sério” ganha um clipe com o artista andando sem rumo pela orla do Rio de Janeiro. A canção está disponível em todas as plataformas de música.



“A ‘despedida’ retratada ao longo do clipe deixa clara a mensagem que ecoa nos refrões: ‘… a vida não tem bis’. A música ganhou vida sob o olhar do diretor Chris Duk, que retratou a desavença evidenciada na letra de forma poética”, explica Carlos, que lançou originalmente a música em 2017.


Além de “Pra lá de sério”, Carlos Sales tem uma discografia com o álbum “Assim” (2012) e os singles “Festa no Céu”, “Gostoso Demais” e “O Jogo” (2021), sempre buscando um olhar positivo e de conexões humanas. Na sua estreia, além de tocar bateria, instrumento com o qual iniciou sua carreira, gravou violões, teclados e muitos outros instrumentos.



Crédito: Ana Alexandrino

Como baterista, trabalha com Maurício Baia há mais de uma década, com quem já se apresentou no Rock in Rio, no Lollapalooza e no exterior; André Carvalho; Qinhones; Pedro Mann e outros artistas. Integrou bandas marcantes do cenário independente carioca, como Medusas, Mané Sagaz, Les Pops e Stereomoog. Já fez shows também com Arnaldo Brandão, com a banda Hanoi Hanoi e foi baterista em alguns shows do projeto Baú do Raul, onde acompanhou Marcelo Nova, B Negão, Plebe Rude, Wilson Sideral, Rick Ferreira, Sandra de Sá, Chico Chico e Karina Buhr.


O clipe é o primeiro dos novos projetos de Carlos Sales. Enquanto isso, a música está disponível para audição nas principais plataformas de música e o clipe, no canal oficial do artista no YouTube.