top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

“Bye Bye Brasil” ganha versão de Lelia Pinheiro, Roberto Menescal, Diogo Monzo e Ricardo Bacelar

A música “Bye Bye Brasil”, parceria de Roberto Menescal e Chico Buarque, acaba de ganhar nova versão da cantora Leila Pinheiro, que chega às plataformas dia 16 de junho, com lançamento pelo selo Jasmin Music.



O single antecede a chegada de um álbum inédito “Nós e o Mar”, concebido a seis mãos por Roberto Menescal, Diogo Monzo e Ricardo Bacelar. Leila Pinheiro é a convidada especial do trio e “Bye Bye Brasil” é uma das faixas cantadas do álbum que homenageia os 85 anos de Roberto Menescal e privilegia versões instrumentais para parcerias de Menescal e Ronaldo Bôscoli.

Composta para a trilha sonora do filme de Cacá Diegues, de 1979, “Bye Bye Brasil” foi gravada originalmente por Chico Buarque. Além do registro de Leila, “Nós e o Mar” chega às plataformas em julho e reúne clássicos como “Rio”, “Você” e “Vagamente”, além da faixa título.

O single “Bye Bye Brasil” estreia nas plataformas em 16 de junho, junto com o videoclipe que tem direção, edição e animação de Pedro Colombo. Álbum e single chegam ao mercado via Jasmin Music, cujo projeto mais recente foi o álbum “Andar com Gil”, reunindo Delia Fischer e Ricardo Bacelar, com participação de Gilberto Gil.

Aos 42 anos de carreira, Leila Pinheiro é uma das maiores vozes da música popular brasileira. Nascida em Belém do Pará, foi revelada ao grande público no Festival dos festivais, em 1985, e ingressou na gravadora Polygram a convite de Roberto Menescal. Há três anos lançou o seu primeiro álbum no formato piano e voz e, ao lado de Menescal e banda, vem celebrando os 65 anos da bossa nova.

Roberto Menescal dispensa maiores apresentações. Um dos fundadores da bossa nova, ao lado de Tom Jobim, Carlos Lyra e Vinícius de Moraes, Menescal compôs clássicos do movimento e da música brasileira. Como músico e produtor, participou de projetos de Nara Leão, Wanda Sá, Sylvia Telles, Maysa, Dorival Caymmi e Elis Regina, entre muitos outros artistas.

Aos 38 anos, o pianista, compositor e arranjador fluminense Diogo Monzo é um dos maiores talentos de sua geração. É um músico popular com a alma erudita. Faz parte de sua discografia, que já contabiliza 5 álbuns, “Luiz Eça por Diogo Monzo”, projeto dedicado à obra do músico de quem Monzo é fiel discípulo. Seu mais recente projeto autoral foi lançado em 2021.

Compositor, multi-instrumentista, produtor e cantor, Ricardo Bacelar recebeu Menescal e Monzo em seu estúdio Jasmin, em Fortaleza, e assina a produção de “Nós e o Mar”, ao lado de Fernanda Quinderé. Integrou o grupo Hanoi Hanoi. Em sua carreira internacional, Bacelar foi destaque no ranking das rádios de jazz dos EUA. Criador do selo Jasmin Music, por onde lançou recentemente os álbuns “Congênito” e “Andar com Gil”, com Delia Fischer, Ricardo Bacelar traz em sua bagagem musical, influências do jazz, da música clássica e da música brasileira.

Comments


bottom of page