top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

WRY lança clipe “Sem Medo de Mudar”

Banda icônica do underground e do indie rock brasileiro há mais de duas décadas, WRY prepara os caminhos para seu oitavo álbum de estúdio e o primeiro totalmente em português. O lançamento do selo Before Sunrise Records é antecipado pelo single “Sem Medo de Mudar”, uma poderosa declaração de evolução constante, mesmo diante do caos, que agora ganha um clipe.



A direção do vídeo é do premiado diretor Alex Batista, que já trabalhou de NxZero, Fresno, e Marília Mendonça até Luis Fonsi e Luan Santana. A ideia é tratar a música com a forte temática que ela carrega: “Sem Medo de Mudar” fala em reerguer-se apesar do peso do mundo nas costas. Com instrumentações mais oxigenadas, a música dialoga com o momento de tensões políticas e incertezas. Com uma sonoridade breve e pop, o som feroz e melódico mostra uma faceta mais acessível da sonoridade da banda.

O WRY, que já frequentou palcos pelo Brasil todo, além de turnês por Portugal, Espanha e Inglaterra, está em plena atividade - o próximo disco, que terá 11 faixas, é o terceiro lançamento em três anos. Em 2020 lançaram o disco “Noites Infinitas”, o qual entrou em dezenas de listas de melhores do ano, top 10 de programas de rádios brasileiras e norte-americanas e levou o prêmio Dynamite de Melhor Lançamento Indie de 2020. E em 2021 gravaram e lançaram o disco “Reviver”, uma coletânea de faixas que nunca entraram na sua discografia e que estavam até então inéditas nas plataformas digitais; “Reviver” também entrou em diversas listas de melhores do ano passado.




Esses últimos discos vieram para somar à trajetória do WRY, banda atuante na cena nacional e que já viveu em Londres, onde tocou com The Subways, The Cribs, Ash e The Joy Formidable. Também trabalhou com Tim Wheeler (Ash) e Gordon Raphael (The Strokes). No Brasil, tocaram com diversas bandas importantes como Make Up, Superchunk, Ira!, Inocentes, Jota Quest e Júpiter Maçã. Passaram por festivais como o Bananada, Goiânia Noise, Locomotiva, Lobotomia, Coquetel Molotov, Woodgothic e o espanhol Primavera Sound.


O próximo álbum se unirá à discografia iniciada em 1998, com o lançamento de “Direct”. De lá para cá, vieram ainda “Heart-Experience” (2000), “Flames in the Head” (2005), “She Science” (2009), “National Indie Hits” (2010) e os recentes “Noites Infinitas” (2000) e “Reviver” (2021). Agora, WRY está pronto para novas experiências, começando pelo título e sonoridade marcantes de “Sem Medo de Mudar”. O single chega às principais plataformas de música.

Comments


bottom of page