top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Unindo o vintage e o futurista, Duda Aukar lança o single de estreia "100 Chamadas"

Cantora e compositora paulistana apadrinhada pelos produtores de sucesso Rodrigo Gorky e Zebu, por trás de trabalhos de nomes como Pabllo Vittar, Jão e Urias, Duda Aukar estreia como novo nome da cena indie pop nacional. A artista é apresentada ao mercado da música com sua primeira canção, “100 Chamadas”, que estreia com clipe oficial inspirado nos anos 1970. A faixa é a primeira de um EP que virá a seguir pela XYC discos, selo de Gorky e Zebu, com a chancela da gravadora Sony Music Brasil.



"A música fala sobre as complexidades das tentações e lutas internas que enfrentamos nos relacionamentos modernos. Quando escrevemos '100 Chamadas', tentamos capturar aquela sensação de quando desejo se mistura com incerteza, sobre querer alguém, mas não saber exatamente como demonstrar e assumir isso. É sobre a busca por atenção quando nos sentimos carentes e o receio de se entregar por completo", compartilha Duda.


“100 Chamadas” estreia com um colorido e divertido videoclipe, que traz a estética da década de 1970 para mostrar a relação de sinergia entre passado e futuro que a artista se propõe musicalmente. Em diversas cenas, ela brinca com o antigo e o novo, enquanto interpreta a letra da canção.


“Este lançamento assume um significado especial para mim, marcando meu primeiro grande projeto dentro de uma gravadora. Estou começando do zero, mergulhando em novos desafios e oportunidades. Esta música é um reflexo das minhas experiências, mas também é um convite para que os ouvintes compartilhem suas próprias histórias e emoções! Estou animada para abrir essa nova página na minha carreira e me conectar com um público mais amplo", completa a artista.


Gorky também falou sobre o trabalho com Duda: “toda a razão que eu e Zebu montamos a XYC discos foi para dar voz a artistas que acreditamos e a gente acredita demais em tudo que Duda faz, pois ele é leve, divertida e extremamente pop, sem ir aos lugares habituais. ´100 chamadas´ é a primeira de muitas, espero que gostem o mesmo tanto que gostamos de produzir essa faixa”.


“O intuito desse selo que montamos sempre foi procurar por artistas que fossem muito singulares, que não estivessem preocupados em números hits, mas em ter uma identidade sonora e visual muito forte. Acredito que a Duda seja uma representação muito clara do que estávamos procurando. Ela escreve e produz as próprias coisas e foi muito legal se reunir com ela pra tentar mesclar nossas referências, sem tirar a identidade dela, porque ela já veio sabendo muito o que quer musicalmente e a gente tentou guiá-la pra chegar num resultado que não fosse básico ou comum. No fim, acabamos fazendo um EP e essa faixa que chega agora diz muito sobre que tipo de som ela quer fazer e que público ela quer alcançar”, completa Zebu.



Comments


bottom of page