top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Trilo une rock, música gospel e jazz em álbum de estreia

Música religiosa, rock, jazz e elementos comerciais parecem coisas bem distintas, não é mesmo? O que em uma primeira impressão aparenta ser impossível de se misturar, logo torna-se uma realidade quando observamos as canções do álbum de estreia do grupo Trilo, trio gospel formado por Salomão, Nicole Medeiros e Jotapê, artistas experientes que se juntaram para fazer este som um tanto quanto diferente.


O primeiro projeto conta com 12 faixas, sendo cinco delas inéditas. Todo o material foi captado e gravado no Sonastério, um estúdio localizado no meio de uma serra, com uma vista incrível e inspiradora para realização de qualquer projeto musical.

"O Sonastério foi uma surpresa boa pro Trilo. Nós estávamos no início da nossa caminhada, e de cara nos vimos naquele lugar pra gravação do primeiro trabalho. Foi tudo incrível. O lugar é inspirador por si só, então foi fácil deixar a nossa arte fluir. De dentro da sala do estúdio tínhamos a visão das montanhas, do lado de fora e de tudo que acontecia por lá. Não tem como isso não ser incrível demais", comentam.


A canção de trabalho que marca o lançamento, é “O Mundo Tá Doidão”, que possui elementos musicais oriundos do jazz e uma levada interessante para se tratar de um tema comum nas rodas de conversa que acontecem nos botequins e encontros da vida.



"Como a maioria das nossas composições, essa nasceu de forma simples: Voz e violão, porém com muita personalidade. Então, quando foi entregue ao Abee (produtor do projeto), ele entendeu de cara e com algumas ideias em conjunto nós chegamos ao resultado final: um som leve e divertido, que conversa diretamente com a mensagem que queremos passar", afirma o trio.


Outra faixa que merece destaque no novo projeto é “Tributo a Velha Guarda do

Rock”. A música faz uma homenagem aos artistas de MPB rock gospel dos anos 80 e 90, como os cantores Carlinhos Félix e Manga, que também fazem participação

especial nesta faixa, o cantor e compositor Janires, além de bandas como Rebanhão, Resgate e Catedral.


Compõem as sete regravações, “Quem Te Perguntou”, “Qual é o Pensamento”,

“Pedro” (com a participação da cantora Kemilly Santos), “Silenciar”, “Jeitinho

Down”, “Na Sintonia” e “Ao Próximo (com a participação de Estevão Queiroga)”.


"Mesmo com certa maturidade no meio e conhecimento, fazer algo novo é sempre desafiador. Mas acreditamos que o segredo mesmo foi nossa equipe trabalhando junto como um todo. Músicos e especialistas no mercado vendo a melhor maneira da nossa arte chegar para as pessoas. E isso está acontecendo, só temos a agradecer”.


Com um projeto tão abrangente sonoramente, eles afirmaram que ainda existe a possibilidade de expandir as canções para fora do âmbito religioso.

Nós temos como uma das nossas metas fazer um som que chegue não somente a pessoas cristãs. Então nossa visão é sempre poder fazer esse trabalho amplo, mas temos algumas músicas que são ainda mais trabalháveis nesse sentido do mercado secular. ‘Ao Próximo’, ‘A Volta’ e o ‘Mundo Tá Doidão’ são as principais nesse sentido.

コメント


bottom of page