top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Steve Hackett, guitarrista da formação clássica do Genesis desembarcano Brasil com shows no Rio e SP

Steve Hackett é conhecido por seu enorme talento e inovação no rock. Ele era o guitarrista da formação clássica do Genesis: Junto com Gabriel, Collins, Banks e Rutherford.


Esse time realizou alguns dos mais aclamados álbuns dos anos 70, são eles: Selling England by the Pound, Foxtrot, Nursery Crime, Trespass, The Lamb Lies Down on Broadway. Em meados dos anos 70, Peter Gabriel sai do grupo para se dedicar a sua carreira solo e os remanescentes da banda seguem no caminho de sucesso quando Phill Collins assume os vocais e o quarteto remanescente lança mais três discos icônicos no cenário musical internacional: A Thrick of The Tail, Wind and Wuthering e aquele que é considerado o melhor disco de Rock Progressivo gravado ao vivo de todos os tempos, o Sensacional SECONDS OUT, que teve seu show passando pelo Brasil , naquele que foi a única apresentação do Genesis em nossa Casa! 1977! La se vão 47 anos....

Em Agosto de 2023, os apaixonados fãs poderão assistir ao artista, acompanhado da fantástica banda Genetics, que juntos virão ao Brasil para celebrar a passagem do Genesis por nossas terras.



Steve promete trazer na íntegra a apresentação que o grupo fez em 1977! Cada música, os mesmos arranjos, a mesma iluminação, a mesma sequência, tudo como se fosse uma fantástica viagem no tempo! Ao vivo, tocado por um dos membros que esteve aqui! Steve Hackett!!

Serão apenas duas apresentações no Brasil, sendo elas dia 18 de Agosto no Rio de Janeiro no Vivo Rio e no dia 20 em São Paulo.

A turnê trará o Seconds Out na íntegra, mas também farão parte do show alguns dos clássicos do Genesis, que Steve não pode deixar de apresentar em seus shows , bem com o algumas pérolas de sua carreira solo.

Com o Genesis, Steve na guitarra produziu momentos inesquecíveis: desde a sensibilidade do seu som acústico em Horizons e Blood on the Rooftops aos solos dramáticos em Firth of Fifth e Fountain of Salmacis. Quando embarcou na carreira solo, Steve explorou novos horizontes, inventando sons e técnicas inovadores, como a do 'tapping'. Sua carreira solo incluiu o hit Cell 151, e também a superbanda GTR.

Após o GTR, Steve trabalhou com grandes nomes como Paul Carrick, Bonny Tyler, John Wetton e Brian May, que cita Steve como influência. Hackett produziu Genesis Revisited, álbum que fez sucesso. Buscando suas raízes ele compôs Blues with a Feeling, enquanto continuava desafiando seus horizontes misturando sons, gêneros e um toque de exotismo.

As apresentações ao vivo de Hackett levam o público para uma jornada extraordinária, que tem base numa rica herança musical. Clássicos do Genesis como Firth Of Fifth se combinam com o melhor do seu trabalho solo e material recente, demonstrando que Steve é um artista de alto nível. Com o auxílio de alguns dos melhores músicos do planeta, o estilo único da guitarra de Steve continua sendo a base desse show.

A entrada do Genesis no Hall da Fama do Rock, em 2010, é prova da qualidade de sua música. Steve sempre respeitou o som do Genesis. Seu álbum duplo Genesis Revisited II, lançado em 2012, traz uma seleção de artistas icônicos tocando canções populares do grupo. Sem se acomodar, Steve continua produzindo material novo. Seguindo o sucesso de Wolflight, seu mais recente disco The Night Siren chegou às paradas em muitos países, incluindo o top 30 na Inglaterra.

Genetics

Genetics é a banda da Argentina que toca a música do início do Genesis com precisão e paixão únicas. Seus concertos são caracterizados por sua fidelidade às gravações originais e encenação visual.

De 2011 a 2019, eles apresentaram os álbuns de estúdio completos do Genesis para marcar seu 40º aniversário: Nursery Cryme, Foxtrot, Selling England by the Pound, The Lamb Lies Down on Broadway, Seconds Out, A Trick of the Tail e Wind & Wuthering nos cinemas da Argentina, Brasil, Peru e Chile, com grande impacto de público e crítica.

A interpretação magistral da Genetics das composições do Genesis recebeu elogios da imprensa local e internacional, incluindo músicos de renome, destacando a qualidade de suas performances e a capacidade de recriar a atmosfera dos teatros de Londres nos anos 70. Com o claro objetivo de tocar a música tal como foi concebida pelos seus criadores, a Genetics capta o espírito original das peças, reproduzindo o som dos instrumentos da época.

Ignacio Rodríguez Genta - seu primeiro vocalista - morreu tragicamente em janeiro de 2015 e a banda realizou dois concertos In Memoriam com Steve Hackett no Teatro Coliseo de Buenos Aires. Os shows foram documentados em um DVD que reflete a intensidade da reunião. Após esses shows, a banda tocou com Steve em Lima, Peru e atualmente está preparando a nova tour com o guitarrista que ocorrerá em 2023.

Durante 2019, a banda apresentou três shows diferentes em Buenos Aires: o álbum completo Wind & Wuthering com o baterista convidado Javier Malosetti, The Lamb Lies Down na Broadway, com a apresentação de slides original de 1975 e, finalmente, The Black Show no Teatro Coliseo, um dos melhores locais do país repleto de 4.000 ouvintes ávidos. Em 2021, eles realizaram o show Genetics Live com a encenação original e o setlist do primeiro disco ao vivo de 1973 do Genesis.

Em 2022, eles apresentaram o Liceu 1980 na Argentina e no Chile, com cinco concertos esgotados.

Genetics é formado POR:

Daniel Rawsi - bateria, percussão, efeitos e vocais

Cláudio Lafalce - baixo, guitarras, pedais de baixo, efeitos e vocais

Léo Fernández - guitarras, baixos e baixos pedais e vocais

Horácio Pozzo - teclados e guitarras

Thomas Preço - voz principal, flauta e percussão

Músicos convidado: Jorge Araujo

Kommentare


bottom of page