top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Sandy é homenageada pelo programa Som Brasil

Quem viveu a década de 1990 viu a música popular brasileira ser impactada por uma dupla de irmãos que ganharam o país de imediato. Filhos de Xororó e sobrinhos de Chitãozinho, Sandy & Júnior fizeram história com músicas infantis e foram amadurecendo, entrando na adolescência com canções românticas que não havia quem não soubesse cantar. Mesmo após o fim da dupla, quando se tornaram jovens adultos e decidiram por seguir com carreiras individuais, são considerados os artistas mirins de maior sucesso que o Brasil já teve. Sandy, que completou 40 anos recentemente, é celebrada pelo “Som Brasil”, da TV Globo, no qual conta sua trajetória. O programa será exibido no próximo dia 6 de setembro, após “Todas as Flores”.


Produzida pela equipe do “Conversa com Bial”, esta edição do “Som Brasil” promete surpreender os fãs da cantora, que revela, em entrevistas conduzidas por Pedro Bial, sentimentos sobre a fama e os impactos dela na sua vida, inclusive hoje, trazendo que um dos aprendizados foi a necessidade de dosar a exposição de uma carreira popular e a vida particular: “Hoje, eu preciso que as coisas sejam mais equivalentes; preciso equacionar as duas coisas [...], me alimento lá fora para estar inteira no palco”, diz, além de fazer uma avaliação dos 40 anos de vida: “Eu sinto que essa é uma idade poderosa, sei muito bem quem eu sou”, completa.

Entre os assuntos explorados, está ainda o fim da dupla com o irmão, Júnior: “Lá atrás, a gente achava que ia cantar juntos para sempre, mas houve uma necessidade dos dois de viver caminhos individuais, porque achamos que já tínhamos experimentado tudo o que poderíamos juntos. E essa decisão aconteceu de forma simultânea para os dois, quase que de um jeito mágico”, explica a cantora. O especial resgata ainda encontros internacionais, como com a banda Coldplay, no show em São Paulo; e a vez em que Sandy, ainda criança, participou da coreografia em linguagem de sinais num show de Michael Jackson – a única recordação que a cantora tinha do momento era uma foto e, no programa, ela assiste ao vídeo da apresentação pela primeira vez.

A entrevista ganha participações especiais de Xororó e Lucas Lima, respectivamente pai e esposo. A conversa, então, se aprofunda em relações familiares e amor. “Temos músicas que nasceram de frases que falamos um para o outro, a gente troca muito”, expõe Lucas. “Ela me emociona a todo momento [...], eles me mostram sempre as músicas, às vezes mesmo sem terminar, só com violão, por exemplo, e eu sempre me emociono”, coloca Xororó.

Participações musicais

Além de abrir o coração e detalhes da vida, Sandy apresenta versões intimistas de alguns sucessos, como “Quando Você Passa (Turu Turu)”, “Aquela dos 30”, “Pra Me Refazer”, “Tudo Teu”, “Respirar” e outras, além de “Yellow”, do Coldplay. Ao lado de Xororó, mostra “Me Espera”; e com Lucas, “Areia”. Em “Você Pra Sempre (Inveja)”, Sandy conta com a participação especial do pianista Amaro Freitas, num cenário ao pôr do sol. Agnes Nunes completa as participações ao cantar com ela “De Cada Vez”.

O “Som Brasil – Sandy 40 anos” tem apresentação de Pedro Bial, direção artística de Monica Almeida, direção geral de Gian Carlo Bellotti, produção de Anelise Franco e roteiro de Camila Moraes e Paulo Mário. A direção de gênero é de Mariano Boni.

Comments


bottom of page