top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Planet Hemp lança videoclipe gravado em fazenda de maconha no Brasil

“Alô, Alô população / Planeta Terra / Veja quem lucra com a proibição / E você vai descobrir / Quem sustenta essa guerra”. Logo nos primeiros versos e cenas de “JARDINEIRO”, o Planet Hemp dá uma pista de que jornada contestadora da banda está prestes a ganhar um novo capítulo. Em 22 de maio, 4ª feira, às 20h, a banda lança o videoclipe da faixa que integra o aclamado álbum “JARDINEIROS”, vencedor de dois prêmios no Latin GRAMMY 2023, no canal oficial do YouTube da banda.



O clipe foi capturado na Fazenda Sofia Langenbach, o primeiro local no Rio de Janeiro autorizado a cultivar maconha legalmente para fins medicinais. Operando sob uma decisão judicial favorável, a fazenda é também sede da APEPI (Associação de Apoio à Pesquisa e Pacientes de Cannabis Medicinal), cuja produção de medicamentos beneficia anualmente mais de 10 mil famílias. Nas cenas, Marcelo D2, BNegão, Pedro Garcia, Formigão e Nobru, integrantes do banda, são partes do processo de cultivo, mostrando toda a etapa produtiva, ao lado dos trabalhadores da fazenda.


"Gravar na Fazenda Sofia Langenbach foi uma experiência reveladora para todos nós. Estar em um lugar que simboliza a luta e a vitória da cannabis no Brasil deu um significado ainda maior para o clipe. Queremos que as pessoas vejam o vídeo e reflitam sobre quem realmente está ganhando com a proibição e quem é prejudicado por ela. A discussão sobre a maconha não deve ser apenas sobre o uso recreativo, é uma conversa sobre direitos, saúde e justiça social”, afirma Marcelo D2, vocalista da banda.


O Planet Hemp sempre foi uma voz ativa na luta pela descriminalização da maconha, e isso se reflete em toda sua trajetória, desde o lançamento de “Usuário”, primeiro álbum da banda, em 1995. Com uma abordagem enfática e reflexiva, em “JARDINEIRO” a banda apresenta uma nova maneira para apontar o modo anacrônico e hipócrita de como o assunto é tratado no Brasil. O videoclipe da faixa amplia esse discurso, combinando letra e melodia com uma linguagem visual ao mesmo tempo vibrante e psicodélica, que captura a essência contestadora da canção e do DNA da banda.

O lançamento marca o quarto videoclipe do álbum "JARDINEIROS", seguindo os sucessos anteriores de "DISTOPIA", "TACA FOGO" e "MEU BARRIO". Cada obra reafirma o compromisso da banda na luta por justiça social, liberdade e a descriminalização da cannabis, enfatizando a importância de seu uso medicinal e do impacto social positivo que sua cadeia produtiva pode gerar. Com "JARDINEIRO", o Planet Hemp continua a usar sua plataforma para desafiar estigmas, interesses escusos e, sobretudo, promover uma discussão urgente sobre políticas de drogas no país.

Comments


bottom of page