• Guilherme Moro

Pedro Cini tem a música mais ouvida de Curitiba

Pedro Guarinello Lewin ou Pedro Cini, como prefere ser chamado, tem 20 anos e é de Curitiba (PR). Conheceu a música ainda cedo, por influência do que os seus avós ouviam em casa. Apaixonado por música brasileira, revela com orgulho suas referências artísticas e brasileiras, como Ney Matogrosso, Ivete Sangalo e Tim Maia.




A relação com a música começou aos 9 anos, quando, em uma festa de amigos, participou de um “show de talentos” e ganhou com uma canção inventada na hora.

De lá pra cá, a paixão só aumentou e, aos 12 anos, começou a se aventurar mais profissionalmente no que até então era um sonho.

No começo de 2020, resolveu se jogar e lançar uma música teste, “Talvez uma Canção”, letra que tem produção própria. Com o início da pandemia alguns meses depois, o projeto teve que ser adiado, mas, assim como muitos sonhadores, se reinventou e não deixou nada parado. Por algumas vezes se apresentou na sacada do apartamento onde mora, cantando para os vizinhos isolados.

Hoje, Pedro Cini se une a milhares de cantores para deixar seu nome no mercado da música brasileira, da qual se orgulha tanto.


Foto: Nay Klym

Em setembro, o cantor lançou o remix de “Meu Vício”, distribuída pela The Orchard, selo digital da Sony Music, e marcou o começo da sua nova fase da carreira. O single foi um sucesso e alcançou a marca de música mais ouvida em Curitiba, pelo Spotify, conquistando a primeira posição na playlist “Viral Curitiba”. Atualmente, a canção conta com mais de 50 mil streamings na plataforma.

Entre os sucessos do artista estão também o samba-pop “Vambora”; uma música pop, mas que tem aquele pé enraizado na música brasileira “Ai, ai, ai”; e as baladas românticas, de pegada intimista, “Uma em um milhão” e “O vento me entrega você”,

Abertura de shows

Pedro abriu o show de Sidney Magal em Curitiba. No repertório, composições próprias e músicas de Jorge Ben Jor, Sérgio Sampaio e Seu Jorge.

“Abrir pro Sidney Magal é algo que não cabe em palavras. Acho que por parte porque ainda não caiu totalmente a ficha. O Magal é uma das minhas maiores referências, tanto musical como performaticamente. Um cara que não tem medo de ser quem é e mostra isso no palco. E eu tento”, conta um entusiasmado Pedro Cini

Cini também fez a abertura de shows do Skank em Curitiba. No repertório, composições próprias e músicas de Cassia Eller e Mauro Barbosa.

“Foi uma honra abrir para o Skank porque eles são uma das minhas maiores referências,” diz Pedro.

Pedro Cini também abriu os shows da Banda Melin e de Zeca Pagodinho.