• Guilherme Moro

Museu da Casa Brasileira lança projeto musical no âmbito do bicentenário da Independência do Brasil

No contexto das celebrações do bicentenário da Independência do Brasil, o Museu da Casa Brasileira -- instituição administrada pela Fundação Padre Anchieta -- com curadoria da cantora e pesquisadora Anna Maria Kieffer e ambientação de João Malatian, lança o projeto ‘Instrumentos Musicais na Casa Brasileira -- Concertos comentados’.



A proposta, que ocorre em paralelo à exposição ‘Independências: casas e costumes no Brasil’, aborda principalmente a música e os instrumentos ouvidos na casa brasileira, desde a chegada da família real até a abdicação de D. Pedro I.


No formato de três concertos comentados, que acontecerão nos dias 30/09, 07/10 e 14/10, sextas-feiras, às 19h30, as apresentações serão executadas com instrumentos de época. O projeto mostra um repertório baseado em informações coletadas por historiadores, musicólogos e viajantes, cuja prática pode ser observada na iconografia do período e teve como ponto de partida o fortepiano atribuído a D. Pedro I, instrumento que integra o acervo do Museu da Casa Brasileira.


“O programa musical contempla importantes compositores nascidos no Brasil, ou que viveram entre nós, além de obras de estrangeiros aqui executadas na época, complementadas por exemplos de música popular que chegaram até nós através da tradição oral”, comenta a curadora.

Para Giancarlo Latorraca, diretor técnico do MCB, “projetos como esse ampliam o repertório cultural proposto a partir das apresentações expositivas. No caso específico do período abordado, o público poderá conferir a interpretação de cantigas, modinhas e lundus, além de serenatas de vários compositores”.



Concertos comentados


No dia 30 de setembro, às 19h30, o show será ‘Onde canta o sabiá’ e serão apresentados instrumentos de teclado, como cravo e fortepiano, tocados na casa brasileira na virada do século XVIII para o XIX, em solo, em duo com diferentes tipos de flautas ou acompanhando a voz.

Para o segundo concerto, ‘Memórias Concertantes’, que acontece no dia 07 de outubro, o destaque é para a presença dos instrumentos de arco no Brasil tocados, em muitos casos, por instrumentistas que fizeram parte da Capela Real, considerada por muitos visitantes como um dos mais sofisticados conjuntos vocais - instrumentais de seu tempo

Para encerrar os shows, no dia 14 de outubro, o concerto ‘A Cidade e o Campo’ destacará os instrumentos usados na música popular e tradicional do período, como a viola de arame, da família das guitarras barrocas, além da harpa, anteriormente utilizada na igreja para acompanhar os ofícios litúrgicos e, no período aqui abordado, como instrumento de salão, recriando - ao lado da viola - antigas folias e fandangos executados na corte para entretenimento da princesa espanhola Carlota Joaquina, consorte de D. João VI.


Para alcançar ainda mais pessoas com o projeto, os três concertos também serão transmitidos ao vivo pelo canal do YouTube do Museu da Casa Brasileira.


SERVIÇO:


Instrumentos Musicais na Casa Brasileira -- Concertos comentados

‘Onde canta o sabiá’

Dia 30 de setembro, sexta-feira, às 19h30

Entrada gratuita


Intérpretes: Maria José Carrasqueira, cravo e fortepiano; André Cortesi, flautas históricas; Anna Maria Kieffer, meio-soprano, curadoria e comentários. Ambientação de João Malatian.


Memórias Concertantes

Dia 07 de outubro, sexta-feira, às 19h30

Entrada gratuita


Intérpretes: Conjunto MusicaRara - Paulo Henes, violino; Alesi Souza, rabeca e violino; Alceu Camilo Jr, violino e viola; Renato Amaral, cello; Direção Musical, Paulo Hennes e André Cortesi; Anna Maria Kieffer, meio-soprano, curadoria e comentários. Ambientação de João Malatian


A Cidade e o Campo

Dia 14 de outubro, sexta-feira, às 19h30

Entrada gratuita


Intérpretes: Gisela Nogueira, viola de arame; Silvia Ricardino, harpa; Eduardo Janho-Abumrad, baixo; Anna Maria Kieffer, meio-soprano, curadoria e comentários. Ambientação de João Malatian


Local: Museu da Casa Brasileira

Av. Brig. Faria Lima, 2705 -- Jardim Paulistano, SP

O MCB não possui estacionamento. Prefira o transporte público.

Transmissão ao vivo pelo canal do YouTube do MCB.

Posts recentes

Ver tudo