top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Moyseis Marques lança “Maxixe Santa Cruz”

Sexta-feira, dia 10, tem maxixe novo nas plataformas de streaming. Trata-se de “Maxixe Santa Cruz”, composta por Moyseis Marques e Max Maranhão, gravada em dueto por Moyseis e Mosquito.


“Musiquei essa letra do Max Maranhão, legítimo morador de Santa Cruz, bairro da extremíssima Zona Oeste do Rio de Janeiro, porque sua poesia me chamou atenção: “O sol se põe no Oeste, logo, Santa Cruz é que recebe o último raio de luz”, conta Moyseis, que prepara para este ano o lançamento do álbum “Na Matriz”.

“Mosquito era o parceiro perfeito pra dar alegria à canção, num marcador histórico social brasileiro, que é achar poesia e festa onde tudo pode parecer monótono e cansativo”, pontua Marques sobre o convidado com o qual divide a canção.



O encontro do subúrbio com a Ilha do Governador e a Zona Oeste se dá entre o regional de choro e a banda de música (com direito a tuba), no delicioso mantra-refrão cantado em coro, e na introdução com cara de trilha sonora de viagem de trem. “As trilhas para a Praia do Meio e do Perigoso, por Guaratiba; os pagodes em Sepetiba, cidade Imperial; o temeroso que não arrisca e nem sabe a diferença entre Tijuca, Madureira e Santa Cruz. Tá tudo aí. O arranjo é de Rafael Mallmith, com o suingue de um time de músicos que se conhecem há anos, lançado e testado na oralidade das rodas e nos sambas de Carnaval, como faziam os sambistas antigos”, resume Moyseis Marques.

“Maxixe Santa Cruz” recebe agora uma gravação de gala, como segundo single do próximo álbum do cantor e compositor mineiro (de Juiz e Fora) mais carioca do pedaço.

Comments


bottom of page