top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

MiniOrquestra de Macondo lança A Terra é Redonda Como Uma Laranja em espetáculo gratuito

Uma mistura sonora aliada a narratividade popular e estética multifacetada das artes do palco. Assim é A Terra é Redonda Como Uma Laranja, álbum de estreia da banda MiniOrquestra de Macondo, que será lançado em espetáculo no Centro Cultural Maestro Cardim, dia 7 de outubro, às 19 horas.



O repertório autoral, por meio da linguagem da canção e do teatro, imprime a banda uma personalidade moderna e peculiarmente brasileira. As faixas combinam xote, xaxado e baião com outros estilos da música brasileira, como a Canção Rural, além de ritmos mais globalizados como o Rock e o Funk. Preto Olho, Instantes Paralelos, Coração Cordel, Tudo Se Desfaz e Latifúndio compõem esse trabalho. Todas as músicas foram compostas pelo Juliano Mends, cantor e violonista da banda, os arranjos foram compostos em grupo pela banda toda.


A MiniOrquestra de Macondo, nasceu dentro da SP Escola de Teatro, a partir do encontro entre artistas pesquisadores de sonoplastia. Durante a pandemia, a banda realizou vivências, onde foram compostos os arranjos das músicas do EP do grupo, cujo título, "A Terra é Redonda Como Uma Laranja" parafraseia um trecho da obra Cem Anos de Solidão, de Gabriel Gárcia Marques. A banda é formada por Juliano Mends (voz e violão), Iuma (guitarra e voz), Brenda Umbelino (baixo e voz), Gylez (viola) e Pedrita Ribeiro (bateria).



SERVIÇO: MiniOrquestra de Macondo – Lançamento


Local: Centro Cultural Vila Itororó – Rua Maestro Cardim, 60 – Bela Vista – São Paulo – SP – Tels: (11)3253-0187/(11)98397-4800

Data e Horário: dia 7 de outubro, às 19 horas

SHOW GRATUITO


Os integrantes:

Juliano Mends é compositor, violonista e cantor na banda. Integrou o Quarteto Refungá, dividindo o palco com grandes nomes do forró como Enok Virgulino, Trio Nordestino, Trio Sabiá além de Anelis Assumpção, Arrigo Barnabé, entre outros. Trabalhou como diretor musical no projeto "IMAGEM AUSENTE" (2020) direcionado a pessoas com deficiência visual e do projeto infanto juvenil "OUTRAS ORIGENS DO MUNDO" (2020-21). É músico nos espetáculos "BERTOLEZA" (premiado em 2020 pelo Prêmio APCA de Teatro na categoria “Melhor Espetáculo”) e "SERTÃO ENCANTADO" (2019).


Pedrita Ribeiro é um produtor musical, formado em Produção Fonográfica e Sonoplastia. Foi técnico de áudio e produtor do Coletivo Pé Vermeio, em Tatuí. Em São Paulo, trabalhou com a Cia. Fragmentos, realizando pesquisas e experimentos cênicos baseados no texto Hamlet, de Shakespeare. Pedrita, em pareceria com Paula Silva, assina a Sonoplastia do espetáculo Amor de Monstra, texto de Fernanda D'Umbra, apresentado no festival "Dramaturgias em Tempo de Isolamento". Além disso, também trabalha com publicidade, fazendo Jingles. É baterista e produtor do grupo "Mini Orquestra de Macondo.


Gylez (Gisely Batista) é formade em Música pela UNESP - Bacharelado em Viola Clássica, tem especialização em Ableton Live (produção musical) e em Sonoplastia. Atua como violista desde 2007, tendo tocado como spalla na Orquestra de Câmera da Unesp, Orquestra Jovem do Estado de São Paulo e Orquestra Sinfônica de Rio Claro. Atuou no Grupo de Improvisação Livre Contemporânea, com o violoncelista Dimos Goudaroulis e no Grupo de Música Contemporânea da EMESP. Atualmente é violista da Mini Orquestra de Macondo, artista docente da SP Escola de Teatro, e ministra aulas de violino e viola de arco.

Brenda Umbelino é cantora formada pela Escola de Música do Ibirapuera, onde atualmente faz uma especialização em contrabaixo, e pela Etec de Artes. Formada em Sonoplastia, trabalhou como microfonista no espetáculo teatral "Tatuagem" e como técnica de som na peça infantil "Sonho de Herói". Brenda também atuou como cantora no Coro do Auditório, onde teve a oportunidade de se apresentar ao lado de grandes nomes da MPB como Chico César, Juçara Marçal, Xênia França, Jards Macalé, Marcelo jeneci, Fabiana Cozza, entre outros.


Iuma é formado em Sonoplastia pela SP Escola de Teatro e em Publicidade e Propaganda (Mackenzie). Também passou pelas Ciências Sociais (FFLCH/USP). Musicista há 16 anos, já participou de produções independentes, gravações e apresentações na noite paulistana. Pesquisador da música e cultura brasileiras, das linguagens e timbres de guitarra e sua conexão com o eletrônico, da engenharia de áudio e da luthieria

Comments


bottom of page