top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

KOKOROKO lança álbum “Could We Be More”

Um caldeirão sonoro que une o jazz contemporâneo com as levadas do afrobeat de Fela Kuti, passando pela música caribenha, marca o octeto londrino KOKOROKO. Um dos destaques da nova cena de jazz britânica, o grupo lançou recentemente seu álbum de estreia “Could We Be More”.



A pulsação e o coração do álbum residem em Londres, ao mesmo tempo que evocam o afrobeat de Fela Kuti e Ebó Taylor, o soul dos anos 1970 do Harlem, a guitarra crua de King Sunny Adé e muito mais. Tudo isso num show que já passou por grandes festivais como Glastonbury e Meltdown Festival e acumulando mais de 60 milhões de ouvintes nas plataformas de streaming com uma identidade única.


“Acho que onde vivemos influenciou enormemente a maneira como escrevemos e tocamos nossa música”, explica Sheila Maurice-Grey, responsável pelo trompete, flugelhorn e vocais. “Todo mundo vem de origens completamente diferentes”, completa. O percussionista Onome Edgeworth acrescenta: “É um álbum com aquela sensação de quando você é mais jovem, ouve alguma música e sente que ele agora te pertence”.



Além deles, a banda conta com Cassie Kinoshi (sax alto e vocais), Richie Seivwright (trombone e vocais), Ayo Salawu (bateria), Tobi Adenaike-Johnson (guitarra), Yohan Kebede (sintetizadores e teclados) e Duane Atherley (baixo, sintetizadores e teclados).


Após uma passagem de sucesso no Brasil com shows em São Paulo e Ribeirão Preto no Sesc Jazz, o grupo quer surpreender públicos de todo o mundo com seu fusion de jazz com afrobeat. Este é um lançamento da Brownswood Recordings.

Kommentarer


bottom of page