top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

In-Edit Brasil: festival que premia documentários de música anuncia indicados para edição 2024

O In-Edit Brasil – Festival Internacional do Documentário Musical anunciou nesta segunda-feira (14) os filmes nacionais selecionados para a sua 16ª edição, que está marcada para acontecer de 12 a 23 de junho em São Paulo, seguida de eventos itinerantes por cidades ainda a definir. O Panorama Brasileiro é dividido nas seções Competição Nacional, Mostra Brasil, Brasil.Doc, Curta um Som e Sessões Especiais. 



Foram escolhidos seis títulos para a Competição Nacional, sendo quatro deles inéditos, que terão sua première brasileira durante o festival. São eles: Dennis, eu vim pra sacudir o baile, de Oscar Rodrigues Alves, sobre a meteórica carreira de Dennis DJ, prodígio da Furacão 2000, que produziu grandes hits do funk carioca como “Cerol na Mão”, “Um tapinha não dói”, “Dança da Motinha”; Black Future, Eu sou o Rio, de Paulo Severo, sobre a banda underground carioca Black Future; O Homem Crocodilo, de Rodrigo Grota, sobre mundo e a imaginação de Arrigo Barnabé; Terra de Ciganos, de Naji Sidki, sobre a cultura cigana no Brasil; Black Rio! Black Power!, do diretor Emílio Domingos, que mostra a importância da cena musical e dos bailes black na luta por justiça racial e social durante a ditadura militar; e Luiz Melodia, no Coração do Brasil, de Alessandra Dorgan, sobre a trajetória do cantor e compositor Luiz Melodia. O vencedor entrará no circuito In-Edit de festivais e será apresentado pelo diretor ou diretora no In-Edit Barcelona 2024.


O Festival apresenta também a Mostra Brasil, que explora a diversidade da música brasileira em suas diferentes vertentes, com os inéditos Funk Favela, de Kenya Zanatta; Germano Mathias - O Catedrático do Samba, de Caue Angeli e Hernani de Oliveira Ramos; Moacyr Luz, O Embaixador Dessa Cidade, de Tarsilla Alves; Viamão, de Sérgio Pererê, Leandro Miranda e Gibran; e também Aldo Baldin - Uma Vida pela Música, de Yves Goulart; Nas Ondas De Dorival Caymmi, de Locca Faria; e Terror Mandelão, de Felipe Larozza e GG Albuquerque.


A seção Brasil.Doc oferece uma seleção de documentários que mergulham em histórias e personagens marcantes da música brasileira, como Eu Sou o Samba, Mas Pode me Chamar de Zé Ketti, de Luiz Guimarães de Castro; Pagano, de Carlos Nascimbeni; Mandinga, de Egler Cordeiro; Na Terra de Marlboro, de Cavi Borges; e No Rastro do Pé de Bode, de Marcelo Rabelo.


Já o Curta um Som traz curtas-metragens que abordam temas variados como De Par em Par, de Tais Melo; É d'Oxum: força que mora n'água, de Day Sena; MBORAIRAPÉ, de Roney Freitas; O Carnaval de Rua É Festa do Povo, de Uilton Oliveira; O Som da Pele, de Marcos Santos; Pisa na Tradição, de Coraci Ruiz; Sagrado Compor, de Marcelo Abreu e Henrique Dantas; e Até o último sopro, de Benjamin Medeiros.


A programação conta ainda com uma seleção de documentários internacionais inéditos no Brasil, a mostra Música e Máquinas, dedicada a filmes que abordam a música feita por aparelhos eletrônicos, a mostra Flashback, com filmes históricos, e uma intensa programação paralela que inclui encontros, debates, shows exclusivos, feira de vinil e entrevistas com diretores, diretoras e artistas.


O In-Edit – Festival Internacional do Documentário Musical nasceu em Barcelona em 2003 e acontece no Brasil desde 2009, com o objetivo de fomentar a produção e a difusão de filmes documentários que tenham a música como elemento central. A edição de 2024 tem o patrocínio master de Colombo Agroindústria e Açúcar Caravelas; patrocínio do Itaú Unibanco e da Spcine, através da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo; parceria da Cinemateca Brasileira e Sociedade Amigos da Cinemateca; e é realizado pela In Brasil Produção Cultural, Sesc São Paulo, Lei Paulo Gustavo e Ministério da Cultura, Governo Federal.


Confira, a seguir, os longas-metragens selecionados para o Panorama Brasileiro do In-Edit Brasil 2024.



Comments


bottom of page