top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Hugo Henrique confia na sua própria sorte com lançamento de audiovisual e single com Gustavo Mioto

Na última semana, Hugo Henrique apresentou a faixa "Vão Falar Que Foi Sorte", feat com Gustavo Mioto que abre a sequência de músicas do quarto projeto audiovisual de sua carreira, que sucede "Virada de Chave", o primeiro lançado pela Universal Music.


Foto: Marcella Neilzel

O material foi registrado em Goiânia e a atual música de trabalho é uma parceria do cantor com Hiago Vinicius Fogaça Cordeiro e Lucas Moura de Paiva. A batida é animada e a letra romântica, como de é comum nas músicas sertanejas e tem como enredo principal um relacionamento com muitas brigas e discussões, mas que no final se concretiza em um final feliz.


"O diferencial dela é que quando começamos a compor, veio para ser positiva, onde temos uma letra feliz e uma melodia leve. Sinto que a gente não tem muitas músicas assim, e foi uma composição que flui super-rápido. É uma faixa que vai gerar muita identificação entre os casais", afirma o cantor.


Flaney Gonzallez e Felipe Arná, são os responsáveis por trás de mais um grande e promissor trabalho do cantor, respectivamente ambos assinam a direção de vídeo e produção musical, exatamente como foi no último DVD (Virada de Chave).


"Trabalhar com Flaney é um privilégio enorme. Ele é um profissional muito inteligente e passa tudo o que, a gente artista imagina para um trabalho. Procuro estar envolvido em tudo, desde a composição, em que 12 músicas, apenas três não é escrita por mim, além de sempre estar por dentro da parte de produção musical e audiovisual".



Cantor desde muito jovem, ele participou de diversos programas de TV, entre eles, o extinto "Qual é o Seu Talento", que foi ao ar no SBT entre 2009 e 2012. Em sua participação no programa, ele foi eliminado devido ao voto negativo do saudoso Miranda, produtor musical e jurado do programa. Este momento foi utilizado para divulgar o primeiro lançamento. Hugo falou sobre a importância deste momento em sua carreira.


"Naquela época eu era muito novo, e não entendi a negativa. O tempo passou e hoje consigo ser capaz de entender, que não estava pronto quando participei. A negativa do Miranda, me fez persistir, trabalhar bastante e me doar para chegar aonde estou hoje", finaliza.


Com 19 anos de vida e 13 de estrada, ele vem se tornando cada vez mais conhecido e experiente, sem contar o peso que seu nome tem como compositor. Ganhou projeção nacional com seu projeto gravado em Uberlândia, que conta duas grandes músicas: “Shorts Jeans”, em parceria com Jorge (da dupla com Mateus), e “Balada Não Beija”.

O jovem é dono de vários hits, a música “Quando” é o atual trabalho dele nas rádios do país. Hugo participa do processo de produção de seus trabalhos e esse envolvimento por completo em cada música o torna um artista ainda mais completo.


Comments


bottom of page