• Guilherme Moro

HENRI transforma amores proibidos e relações tóxicas no clipe “Secreto Amor”

A sonoridade climática e etérea de HENRI ganha um novo capítulo com o single e clipe “Secreto Amor”. Projeto solo do músico paulista Thiago Henrique Vasques - conhecido por projetos como o duo de indie pop Carpechill e a banda psicodélica Corte Aberto -, a identidade desta nova faceta artística está sendo construída com canções e vídeos intensos. “Secreto Amor” se une à já revelada “Coração de Plástico”, primeiro gostinho dessa próxima fase.



O novo single aprofunda as camadas sonoras que HENRI vem desenvolvendo ao lado do produtor Joe Irente (Melt Motif, Dolphinkids). O minimalismo de Billie Eilish ecoa do melodrama de Serge Gainsbourg aos versos cortantes de Linn da Quebrada, em uma sonoridade intimista que quase revela segredos. Essa sensação é ampliada pelo spoken word em alguns momentos da canção, com o suspense e o noir guiando o clipe - dirigido por Leonardo Ramires - e o trompete levando a faixa por caminhos mais sofisticados.


“A letra de ‘Secreto Amor’ fala sobre uma relação problemática, que começa como um segredo e se desenvolve para algo tóxico, a letra descreve suas idas e vindas e fala sobre ghosting. Foi pautada em várias histórias que eu coletei vividas por amigos e por mim mesmo. Além de contar a história de um personagem que sofre com as bebedeiras e sumiços do amado, a música também abre precedentes do amor secreto, que pode vir a ser algo relacionado a traição ou sexualidade. Secreto Amor no final das contas é sobre um amor proibido, e a descoberta de entender na conclusão de que certas aventuras amorosas não valem a pena e não são toleráveis”, revela HENRI.

Crédito: Gabriela Queiro

O clipe acabou surgindo organicamente durante a sessão de fotos para a divulgação dessa nova música. O vídeo acompanha dois alter egos de HENRI, um sofrendo e bebendo para afogar as mágoas e o outro um fantasma, que representa o ego perdido, causado pelo sumiço da pessoa amada. HENRI vai tentando se afogar na bebida e no cigarro para esquecer seus problemas nessa casa assombrada, mas em contraponto surge a outra versão, que aparece perambulando já perdido e morto.


“O grande ponto é que o HENRI fantasma é o empoderado da história, representa a morte do HENRI sofredor, e por isso, o entendimento de tudo aquilo que passou. Ao mesmo tempo, que será uma entidade perdida e pronta para assombrar com suas mágoas aqueles que ali habitarem”, resume o artista.


Mirando no pop, eletrônica e new wave, HENRI não se limita a rótulos. O projeto é a expressão total e autoral de Thiago Henrique Vasques, um nome que marca presença na cena independente nacional e agora sintetiza suas influências mais pessoais e íntimas nesse trabalho solo. O pontapé inicial veio no auge da pandemia, quando produziu e gravou o EP de estreia, “Músicas de Gaveta”. Agora, ao lado do produtor Joe Irente, ele afina a sintonia para um álbum completo. “Outro Planeta” será lançado em breve.


Enquanto isso, é possível conferir o primeiro EP e singles já revelados, incluindo “Secreto Amor”, nas principais plataformas de streaming.