• Guilherme Moro

Felipe Araújo aposta em projeto ousado com grandes participações especiais e série na Globoplay

Felipe Araújo embarca em um projeto grandioso e cheio de inovações para o cenário, não só sertanejo, mais da música em geral. O goiano misturou em um só projeto as grandes paixões do brasileiro: futebol, samba e sertanejo. Intitulado de "Clube do Araújo", o novo trabalho do artista reúne lançamentos audiovisuais e fonogramas, uma série original com o selo Globoplay, além de uma turnê diferenciada que irá rodar o Brasil no próximo ano.


Para abrilhantar ainda mais o "Clube do Araújo", não poderiam faltar os grandes convidados: Felipe chamou 10 jogadores de futebol e 10 artistas vindos do pagode, todos seus amigos. Representando o time dos boleiros estão Daniel Alves, Arrascaeta, Paolo Guerrero, Falcão, Denílson, Neymar, Thiago Silva, Vinicius Junior, Arthur Mello e Gabriel Jesus. Já no ataque e quebrando tudo na batucada do pagode, estão Sorriso Maroto, Pixote, Alexandre Pires, Grupo Menos é Mais, Dilsinho, Mumuzinho, Thiaguinho, Turma do Pagode, Ferrugem e Péricles.


Foto: Divulgação

"Quando a gente começou tudo isso, eu estava pensando em como reunir sertanejo, futebol e pagode em um só projeto. Eu queria montar uma festa pra rodar o Brasil inteiro. Quando fomos criando e idealizando, a coisa começou a ficar grandiosa, com todos os jogadores topando e os artistas do pagode também. Quando pensamos no pagode, entrou o Globoplay. Na série tem todas as histórias dos jogadores, as minhas também, toda aquela resenha e união que temos. Sou um apaixonado por futebol. Assisto o dia inteiro e todos os dias. Estou sempre acompanhando futebol brasileiro e europeu. Sempre que estou em casa eu assisto esportes. Eu também trabalho com futebol. Tenho uma empresa chamada TLK Sports e cuidamos de atletas no Brasil e na Europa. Além de ser uma paixão, é um trabalho. Eu sou um cara privilegiado, porque trabalho com duas coisas que eu amo", disse Felipe Araújo em coletiva de imprensa realizada no na tarde de ontem (28).


A primeira parte do projeto, lançada nessa sexta-feira (29), conta com 11 faixas, sendo somente uma delas inédita. Trata-se de "7x1", que compara o sofrimento de um término de namoro ao trágico jogo entre Brasil x Alemanha na Copa do Mundo de 2014. A música conta com a participação de Sorriso Maroto. Somando os dois volumes do álbum, o repertório conta com 31 músicas, sendo que a segunda parte está prevista somente para o ano que vem.


"O Sorriso Maroto tem muita influência na minha carreira. O Bruno é um dos maiores intérpretes da música brasileira na minha opinião e ele foi o produtor desse projeto. Ele estava comigo em todos os dias de gravações. Eu pude aprender demais com ele, tipo aulas mesmo. Pude crescer muito como artista tendo o Bruno junto comigo". Sobre '7x1', foi proposital essa comparação com o jogo. Eu tinha vontade de fazer uma música que tivesse alusão ao jogo, mas que não falasse de futebol. Comparando uma decepção amorosa com o 7x1".



Claro que a série na Globoplay é um dos ápices de todo este conceito. Mostrando a história do artista, bastidores de gravações e as resenhas com os atletas de futebol. Serão duas temporadas, sendo que cada uma conta com cinco episódios.


"Eu fui na casa de cada um dos jogadores. O Paolo Guerreiro (atacante do Internacional), por ser muito reservado, nunca tinha recebido ninguém na casa dele para gravar nada e eu fui a primeira pessoa que ele abriu as portas da casa dele pra gravar a nossa série. Fiquei lisonjeado de estar na casa de cada um desses parceiros. Locamos o estúdio Sonastério, que fica em Nova Lima-MG e é o estúdio mais bonito que eu já vi na vida. Ele fica no meio as montanhas. Você fica muito conectado com Deus naquele lugar. É um estúdio que a gente pode ficar imerso e só focar em música", comenta.


Foto: Divulgação (Felipe Araújo e Bruno Cardoso)

Por todos esses aspectos, da pra notar que "Clube do Araújo" veio pra fazer história. Felipe falou sobre esse momento tão especial de sua carreira e o quanto esse projeto pode mudar os rumos de sua trajetória:


"Eu tenho certeza que vai ser um divisor de águas na minha carreira, porque além de ser uma série mostrando muito da minha vida e das minhas paixões, depois vai virar uma festa que a gente vai rodar o Brasil, fazendo as pessoas sentirem essa experiência. No dia 17 e 18 do próximo mês, nós vamos fazer uma gravação do audiovisual dessa festa, em que vão participar todos os artistas do pagode que estão comigo na série".