top of page
  • Foto do escritorAmanda Haikal

Evento multicultural comemora a lusofonia em cidades históricas brasileiras

Festival “Fado em Cidades Históricas” chega para celebrar a lusofonia e promover conexões criativas entre países que fazem parte da comunidade de falantes da língua portuguesa. Durante cinco dias de evento, com realização de Natasha Artes e Ministério da Cultura Brasil, música, poesia, história e gastronomia se encontrarão para estreitar vínculos culturais entre Portugal, Brasil e África, países que compartilham o idioma.


O Festival também será uma vitrine do clássico português que dá nome ao festival. O fado é uma canção popular portuguesa que nasceu de forma espontânea quando os moradores do coração de Lisboa começaram a cantar sobre o cotidiano. A guitarra portuguesa gerava a melodia, e o instrumento guiava a improvisação de novos versos e a expressão vocal, que transmitiam as nuances das emoções manifestadas.


As danças afro-brasileiras, que surgiram nos terreiros do escravos, ajudaram o fado a se fortalecer no país e foram berço para a formação de elementos que compõe a cultura popular brasileira. Para fazer uma justa homenagem a essa história, o Festival conectará o fado, estilo musical considerado pela UNESCO como Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade, a outros Patrimônios Imateriais, como o chorinho e o samba.


A curadoria musical é da empreendedora cultural Connie Lopes, também idealizadora do consagrado festival Back2Black. O repertório homenageia o fado com apresentações de convidados, como a fadista contemporânea Ana Moura, com mais de 300 mil ouvintes no Spotify, a artista de interpretação marcante Raquel Tavares; a musicista Marta Pereira da Costa com sua guitarra portuguesa, que se junta em show inédito à violonista Samara Líbano, acompanhada de seu violão de sete cordas.


Como o próprio nome do festival anuncia, os anfitriões do encontro serão cidades históricas. O evento multicultural acontecerá em Petrópolis e em Ouro Preto. Na cidade fluminense, o local do festival será o Palácio de Cristal, inaugurado em 1884. Em Ouro Preto, cidade que é Patrimônio Histórico da Humanidade, o evento acontecerá em dois pontos, o Largo da Igreja das Dores, um dos pontos mais altos do Centro Histórico, e a Fundação de Artes de Ouro Preto, que abrigará workshops.


Nos cenários históricos, a brasilidade ganhará destaque com o bandolinista e compositor Hamilton de Holanda; o Clube do Choro de Belo Horizonte; a concertista Rosana Lanzelotte; e as apresentações da Orquestra Maré do Amanhã do Rio de Janeiro e da Orquestra Padre Simões de Ouro Preto, com participações de solistas convidados, como Jessica Areias e Natasha Llerena.


“É sempre muito emocionante proporcionar um espaço para celebrarmos juntos nossas raízes comuns, promover um diálogo entre diferentes povos e fortalecer os laços da lusofonia”, afirma a idealizadora Connie Lopes.


Adornado como nas festas de Portugal, o festival também trará teatros de rua, contação de histórias, feira gastronômicas, além de oficinas de culinária, azulejos e cerâmicas. A programação gastronômica será uma oportunidade para os participantes explorarem pratos típicos e os populares quitutes portugueses, como o famoso pastel de Belém. O Festival também contará com um workshop de culinária gratuita com a renomada e premiada chef Marlene Vieira que promoverá uma viagem histórica de imersão nos sabores tradicionais e contemporâneos da gastronomia lusitana. Marlene é considerada a chef feminina número 1 de Portugal, e seu restaurante foi indicado este ano de 2024 pelo Guia Michelin.


Informações:


Gratuito - Festival multicultural Fado em Cidades Históricas

Petrópolis - RJ

Local: Palácio de Cristal

Data: 18 e 19 de maio

Ouro Preto - MG

Local: Faop (Fundação de Artes de Ouro Preto) - Rua Alvarenga, 794, Cabeças, Ouro Pretos) / Alto das Dores (Largo da Igreja de Nossa Senhora das Dores)

Data: 24, 25 e 26 de maio

Comments


bottom of page