• Guilherme Moro

Entrevista: Ruby mostra toda sua versatilidade em novo EP

Uma potência! Essa é a melhor definição para a cantora Ruby. Seja pela voz, atitude, posicionamento e principalmente pelas mensagens que traz no seu trabalho. No dia 20 de maio, chega às plataformas digitais seu novo EP “5QUENTA TONS DA PRETA”, mostrando o talento e a versatilidade da artista que ainda apresenta, no mesmo dia, o single “Chefe” com direito a videoclipe assinado por Rodrigo Pitta, que já trabalhou com Anitta - RIR Portugal, Arto Lindsay e Luisa Sonza, por exemplo.



"Está sendo uma fase gostosa. Estou lançando músicas que há muito tempo eu estou aguardando para lançar. Eu estava muito ansiosa, mas tudo vem no momento certo e eu espero que o álbum chegue chegando. Trouxe muita verdade para essas músicas, então é muito gratificante poder compartilhar coisas que eu acredito e participar de um projeto que eu me redescobri como artista", disse a cantora.


O nome “5QUENTA TONS DA PRETA” é um título qual Ruby utiliza para engajar causas consideradas importantes para o movimento anti-racista e mostrando a diversidade qual as pessoas negras têm em sua cultura.


"É um nome que traz diversidade, possbilidades e o flerte com o tema racial. Temos uma comunidade negra muito diversa, desde o tom mais escuro, até o mais claro. Temos um leque de tonalidades de pele e diversidades de cabelo dentro da cultura preta. Eu queria trazer isso de uma forma muito própria. No meu cotidiano, antes de ser uma cantora, eu era uma artista no meu modo de expressar. Sinto que é uma verdade que eu trago".



Composto por seis faixas, entre elas as já lançadas “Dentro de Mim” e “UHLALA” e as inéditas “Sem Você Aqui”, "Sóbria", "Inevitavelmente" e “CHEFE”, o novo projeto tem uma pegada dançante e sensual, características da cantora que fala de empoderamento feminino, auto estima e representatividade. “Mulher de negócios, minha vida é cara, estilo avançado, a beleza é rara vou te dar trabalho!” assim a cantora inicia a letra de “CHEFE”, passando a visão e mostrando quem é que manda. No clipe, trocando de looks e ao lado de bailarinos estilosos, Ruby brilha com sua performance que prende a atenção do espectador.


"O clipe traz essa mulher poderosa e que sabe muito bem o que quer. Ela tem tanta certeza do que é e do que quer, que não liga para coisas que não agregam a ela. Eu já tive medo de não saber expressar meus sentimentos e as coisas que eu quero, e isso é muito complicado, porque quando você nega uma parte sua pra você ser aceita, você está negando a sua própria existência. Eu tinha muita vontade de trazer essa mulher poderosa, que é chefe de sua própria vida e não de outras pessoas", enfatiza a mineira.


Em suas canções, Ruby traz toda a personalidade de mulheres empoderadas e que sabem muito bem o que querem da vida.


"Eu não me sinto em uma sociedade que me deixa ser o que eu quero ser e andar a hora que eu quiser na rua, então eu sinto que preciso falar disso. Sempre procuro abordar o tema de uma forma estimulante, para não criarmos um cenário de competição, mas sim de aceitação. Eu tô aqui para falar que você pode ser o que você quiser. Isso muda o mundo. Ter uma escolha e ser livre para você fazer o que quiser".



Em 2020, a cantora e compositora fez sua estreia com a inédita “Chapadin de Amor”, uma canção com uma mensagem de leveza e puro alto astral. Nesse ano, RUBY ainda vai apresentar mais deste talento artístico que vem chamando a atenção de todos, inclusive mostrando a influência afro que quer explorar em sua sonoridade.


"O fato de eu ser uma mulher negra e estar inserida nesse cenário, já é uma conquista muito grande. A minha ideia dentro desse cenário POP, é mostrar a minha verdade e agregar, ao lado de outras meninas, que já furaram outras bolhas que eu ainda vou precisar furar pra alcançar cada vez mais visbilidade e pessoas. Meu objetivo principal é causar uma mudança nas pessoas, com a minha música. Só ela é capaz de fazer isso. Eu sou uma ponte para a mudança acontecer. Só através da nossa verdade e da nossa arte, isso é possível. Tenho vontade de fazer um projeto somente com artistas negros para gravarmos uma música, assim como faz o Poesia Acústica, ajudando a estimular essa comunidade. Vejo muitas meninas que se inspiram no meu trabalho e eu gostaria de ajudar elas de alguma forma", disse sobre o atual cenário da música POP.