• Guilherme Moro

Entrevista: Bruna de Paula aposta em mistura de pagode e samba em seu novo EP

Atualizado: 17 de nov.

Na última sexta-feira (11), a cantora Bruna de Paula apresentou seu EP de estreia,

“PAGOSAMBA ACÚSTICO”, pela Londu Music. O trabalho conta com três faixas,

sendo uma delas a versão acústica de“Vai Virar TBT”, que foi a segunda canção lançada por Bruna em toda sua carreira.



No ano passado, faixa figurou por duas semanas no ranking As 50 Virais do Brasil, do Spotify. Atualmente a canção ultrapassa o número de 1 milhão e 500 mil plays na plataforma


"Eu não esperava toda essa repercussão, por ser o meu segundo single. Foi uma bomba. O meu público ajudou muito, porque eles fizeram muitas danças no TikTok. Ela é uma composição do Jotta A, que é uma pessoa maravilhosa e super inteligente. É uma música que fala sobre dar a volta por cima", afirma a cantora.


O EP conta também com a canção inédita “Era Pra Dizer Adeus”, que ganhou um videoclipe dirigido por Rafa Vidal e será a música de trabalho do novo projeto.


Para abrilhantar este novo lançamento que já é muito especial, Bruna faz uma homenagem a Alcione, sua maior inspiração, interpretando “A Loba”, um dos grandes sucessos da Marrom. A faixa vai ganhar um clipe no próximo dia 21, dia do aniversário de Alcione


"É uma música que eu sempre ouvi, desde pequena. É uma honra regrava-lá em homenagem à Marrom, que de fato foi uma referência na minha carreira e no meu repertório. Ela é uma ícone do samba e sou muito grata por ter o prazer de regravar essa canção. É uma música forte, que fala sobre garra e sobre empoderamento feminino, que hoje está sendo muito abordado pelas pessoas".



Bruna de Paula viveu sua adolescência no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste, e sua infância em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, onde nasceu. Caçula de quatro filhos, começou a cantar aos cinco anos de idade nos eventos escolares e posteriormente, aos nove anos, passou a se apresentar no coral de uma igreja evangélica em Caxias.


Aos 18 anos, Bruna fez sua primeira investida na carreira musical se inscrevendo para o reality-show “Ídolos”, da Rede Record, no qual ficou entre os 10 finalistas. Após as primeiras participações no reality, passou a ser convidada para dividir o palco com artistas consagrados, como Sandra de Sá, Sergio Loroza e Da Ghama, ex-integrante do Cidade Negra.


No ano de 2019, bastaram apenas 21 segundos para os quatro jurados do The Voice Brasil virarem as cadeiras para Bruna de Paula, que participou do reality musical da Globo, ficando entre os cinco finalistas.



"Os dois programas de fato foram experiências inesquecíveis e agregaram muito no meu conhecimento como cantora. Eu nunca me imaginei cantando samba pop e pagode, que até hoje são gêneros dominados por homens. O samba já teve essa militância graças à Elza Soares, Beth Carvalho e Alcione. Foi uma satisfação enorme", celebra a cantora.


Bruna também fez participações no “Coro Voz do Rio”, conhecido em todo o estado pelas participações no DVD “Hello Mundo”, da cantora Ludmilla, e também no DVD “Chão de Estrelas”, de Ferrugem, além de algumas apresentações com Baby do Brasil.


Ela finalizou falando sobre a importância de seu retorno aos palcos e do contato com o público.


"A nossa vida como artista é uma caixinha de surpresas. A gente nunca sabe o que vai acontecer e voltar aos palcos está sendo uma grande felicidade. É maravilhoso levar mensagens boas e música de todas as formas, principalmente depois de um período decadente como foi a pandemia".